"O cronograma do ENEM precisa ser repensado", diz deputado Paulo Dutra


O professor e deputado estadual Paulo Dutra (PSB) declarou ser contrário a manutenção das datas de aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). Em sua página no Facebook, Dutra disse ser impossível manter o planejamento para os dias primeiro e 8 de novembro deste ano. “O cronograma do ENEM precisa ser repensado pelo Ministério da Educação”, declarou o parlamentar.

Para o socialista, caso as datas sejam mantidas, “é óbvio que serão prejudicados milhões de estudantes que se encontram em um isolamento social sem perspectiva de ser finalizado”. Ele reconheceu o esforço dos governos estaduais, mas alertou que as medidas de educação à distância não serão suficientes para permitir uma disputa igualitária.

“Dados do Comitê Gestor da Internet no Brasil mostram que cerca de 31% das casas no país não possuem computador pessoal ou Internet. Como ficarão esses educandos? Pensar em isonomia na atual situação é uma grande utopia e por isso não aceitamos que o futuro dos jovens brasileiros seja definido em meio a tantas incertezas”, questionou.

Professor Paulo Dutra disse ainda que refazer o planejamento e adiar o ENEM é uma obrigação do MEC para garantir que nenhum educando seja prejudicado pelo período em que estiverem longe da escola durante a pandemia do novo coronavírus.