Coluna Política | Oposição colhe frutos da indefinição e dos egos


Nos preparativos para disputar o cargo de governador de Pernambuco, o grupo da situação foi objetivo e lançou a pré-candidatura de Paulo Câmara (PSB) à reeleição. Numa possível terceira via – a vereadora recifense Marília Arraes (PT) segue circulando pelo o estado massificando o nome, mesmo com a indefinição interna do partido. Já no campo das oposições, a única certeza é a incerteza. Parece complexo, não é? Mas a indefinição de um nome unânime não tem sido saudável para o grupo.

Nos corredores de Brasília, a justificativa é de que essa demora seria aguardando Câmara definir a chapa completa, daí sobrando alguém ou alguns insatisfeitos, gerando a possibilidade de mudança de lado. Mas há quem arrisque que a indefinição é falta de alinhamento interno, ou seja, cada um que queira assumir a cabeça. E nesse “agora não”, eles já começam a ver Marília passando nas pesquisas. Será que o ego vai ser balde de água fria para Armando (PTB), Fernando Bezerra (MDB), Mendonça (DEM) e companhia limitada?

Carta na Manga – Ainda sobre a cadeira política mais importante do Estado, não podemos deixar de falar do ex-prefeito de Jaboatão, Elias Gomes (PSDB). Com o maior tempo de TV, o partido vai “vender” caro o apoio. Elias tem segurado a tese de pré-candidato, mas muitos aliados afirmam que recua se estiver na majoritária como vice-governador. Ainda não sendo, teria voz para sugerir a vaga para disputar uma cadeira no Senado. O presidente da sigla, deputado federal Bruno Araújo, tem articulado com cautela

Aglomerado – O pré-candidato a deputado estadual Diogo Prado (PSC) não perdeu tempo em Limoeiro e visitou todas as bases. Isso lhe rendeu o apoio de 4 vereadores e 5 suplentes. No grupo dele tem políticos da situação, da oposição, dos que se colocam como neutros e até de quem estava cá e agora foi pra lá. Sem alarde, as articulações continuam e mais um ou dois vereadores da base de situação podem pintar nas próximas fotos.

Articulando - O deputado federal Marinaldo Rosendo (PP) participou da filiação do deputado estadual João Eudes (ex-PDT) ao Partido Progressista. Agora, o deputado Eudes vota em Marinaldo para Federal. Esta parceria vai fortalecer a legenda e tem o apoio do presidente estadual do PP, o deputado federal Eduardo da Fonte. Diferente de 2014, com Eduardo Campos em vida, Rosendo se mantém bem longe do PSB.

Rapidinhas

Vai dá PT – Durante entrevista à Rádio Jornal Limoeiro, a deputada Tereza Leitão (PT) defendeu a candidatura própria do partido ao governo de PE e afirmou que votará em Marília Arraes.

Nos braços – O prefeito de Vitória, Aglailson Jr. (PSB), tem levado o filho Vitor à tira colo nas secretarias estaduais e, claro, não pode faltar a foto nas redes sociais. A estratégia faz parte da pré-campanha do jovem a estadual.

Fumaça e Fogo – Do grupo de apoio a Diogo Prado sairá um candidato a prefeito de Limoeiro em 2020?

Diogo Prado apresenta grupo político formado em Limoeiro


O vereador carpinense e pré-candidato a deputado estadual, Diogo Prado (PSC), reuniu, na noite desta quarta (18), políticos e lideranças do Agreste e Mata Norte que vão apoiá-lo nas eleições deste ano. O encontro foi realizado em um hotel de Carpina e ainda contou com representantes da diretoria do PSC Estadual. Na comitiva de Limoeiro foram registrados quatro vereadores: Zé Higino e Ciciu (ambos do PP), Beto de Washington (PROS) e Marcos Sérgio (PSD). O palanque de Prado também contará com os suplentes Inácio Filho (Podemos), Zé de Nena (PSB), Tereza do Ônibus (PTB) e Isaac do Ônibus (PSB). 

Até as eleições de 2016, aliado do grupo do deputado federal Ricardo Teobaldo (Podemos), Vavá da Ótica (PSDB) é mais um que vai pedir votos para Diogo. Na foto, a grande novidade para os eleitores de Limoeiro é a presença de Marcos Sérgio. Na última segunda (16), ele aderiu oficialmente ao grupo do prefeito de Limoeiro, João Luís (PSB). Pelo visto, o acordo não se estendeu aos pré-candidatos do gestor municipal, ou seja, o professor não vai pedir votos para Aluísio Lessa (PSB). Nos bastidores políticos, uma fonte revelou ao blog que a expectativa do grupo é superar os 2 mil votos, além de projetar uma via para 2020. (Imagem | Divulgação)

Prefeito de Salgadinho tem filho citado como futura opção em Cumaru


Possibilitando um mapeamento da região com o DNA político, o prefeito de Salgadinho, Zé de Veva (MDB), começa a ver o nome do filho dele citado como possível pré-candidato a prefeito do vizinho município de Cumaru em 2020. Felipe Cavalcanti ocupa, atualmente, a Secretaria de Cultura de Salgadinho, sendo responsável pela promoção de festas na cidade, uma das poucas ações de destaque da gestão. Na região, quando se fala em Salgadinho, a primeira referência é “festa”, em virtude das atrações contratadas. No final do ano passado, o nome de Felipe também circulou nas ruas de João Alfredo como possível futuro candidato a prefeito, mas rapidamente foi ofuscado, já que na Cidade Feliz, o sobrenome político “Veva” sentiu o peso da política local. (Imagem | Reprodução Internet)

Direção do Hospital Regional de Limoeiro perto de mudança


Responsável pelo atendimento de 20 municípios do Agreste e Mata Norte, o Hospital Regional de Limoeiro pode ter mudança na direção geral nos próximos dias. Durante entrevista ao Giro Notícias, o médico Emiliano Barata revelou que foi convidado por políticos do PSB para assumir a direção da unidade. “Eu tenho acompanhado a equipe que forma o Governo do Estado, inclusive, essa semana, estava com o deputado Aluísio Lessa, João Campos e o prefeito de Limoeiro (João Luís). Eles estavam pensando em colocar uma pessoa aqui da região que pudesse fazer esse intercâmbio, essa ponte entre a nossa região e a capital. Daí surgiu um convite que ainda está sendo estudado pela Secretaria de Saúde do Estado, e eu ainda vou pensar também, porque tenho que pensar em meus consultórios”, declarou Emiliano, ao dizer ainda que na próxima reunião poderá definir se aceita.

Atualmente, o hospital é dirigido pela médica Elizabete Oliveira. Perguntada pela nossa reportagem se estaria sabendo dessa possível mudança, ela não retornou. O prefeito de Limoeiro, João Luís (PSB), citado pelo médico Emiliano de ter participado da reunião que gerou o convite, negou que esteja querendo mudança na direção da unidade hospitalar. “Existe essa possibilidade dele vir para direção do Hospital Regional, e ele aceitaria; e a gente na conversa política disse ‘é vamos ver isso aí’, mas não houve convite, não houve nada articulado. Por coincidência, na terça da semana passada, estive com João (Campos) junto ao secretário de saúde, onde coloquei para o secretário o bom trabalho que doutora Elizabete vinha fazendo aqui e eu até dizendo que, a melhor política que se faz é uma pessoa que a gente indica mostrar resultados e ela está mostrando esses resultados. Se dependesse da minha vontade ela não deixaria o hospital”, afirmou o gestor municipal.

Coluna Política | De 9 vereadores eleitos no grupo de Teobaldo, restam apenas 3


Tido como líder da oposição no município de Limoeiro, o deputado federal Ricardo Teobaldo (Podemos) vê o seu grupo local cada vez menor. Começando pelos vereadores, dos 9 eleitos no palanque do ex-prefeito Thiago Cavalcanti (PTB), sobrinho apoiado por Teobaldo nas últimas eleições, 5 mudaram de lado logo após as eleições: Zélia (Podemos), Zózimo (PRB), Ronaldo Morais (PTdoB), Bau da Capoeira (PTB) e Marquinhos Paz (PTB).

Com pouco mais de um ano e três meses de gestão, o vereador Marcos Sérgio (PSB) foi mais um. Nesse espaço, os vereadores Zé Higino e Ciciu (ambos do PP) deixaram de apoiar o prefeito João Luís (PSB), mas não aderiram ao grupo do deputado. Sendo assim, restaram apenas 3: Robertinho Galvão (PSD), Daniel do Mercadinho (PTB) e Luís Antônio (PTB).

E quando o assunto é suplência, alguns nomes não vão seguir Ricardo nas eleições deste ano, a exemplo de Inácio Filho, Tereza do Ônibus e Enildo Sindicato, sem falar no ex-vereador Zé Nilton (Avante). Nos bastidores, muitos apostam que Teobaldo poderá aumentar a votação global, contudo, ao mesmo tempo acreditam numa votação menor na terra natal. Segundo Joãozinho, o vereador Marcos, ao acertar o acordo político, reclamou da falta de atenção que vinha tendo do deputado federal.

Majoritária – Declarando independência política, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Limoeiro, Enildo Sousa (PSD), tem utilizado as redes sociais para criticar o cenário político. Inclusive, na mesma rede, ele declarou que vai disputar as eleições para o cargo de prefeito em 2020. Intitulado de grupo dos pobres, o sindicalista começou a gerar ciumeira.

Orobó I – Durante a entrega de kits escolares no município de Orobó, o vice-prefeito Biu Abreu (PSD) rasgou elogios ao prefeito Cléber Chaparral e disse que continua mais aliado do que nunca. “Ele é meu presidente, meu deputado, meu líder e meu prefeito”, declarou Abreu. Uma fonte ligada ao grupo disse ao colunista que o vice que encabeçar a chapa majoritária em 2020.

Orobó II – De olho nos votos e buscando ser mais conhecido entre os eleitores de Orobó, o deputado federal e ex-ministro Fernando Filho (MDB) tem aproveitado as oportunidades para estar ao lado do prefeito Chaparral (PSD). Até no ato de entrega de kits escolares nas escolas, o pré-candidato marcou presença, sorriu e tirou fotos. O prefeito afirmou durante uma inauguração que vai dar mais votos do que conseguiu para André de Paula (PSD) em 2014.

Rapidinhas

Entrega – A prefeita de Passira, Renya Carla (PP), realizará a entrega de cinco veículos nesta quinta (19). São 3 ambulâncias e 2 autopasseios. Ela continua em silêncio com relação a quem vai apoiar para estadual.

Articulando – Juliana Chaves (PSB) tem feito o trabalho formiguinha nas comunidades de Feira Nova. Caso Paulo Câmara (PSB) seja reeleito, ela vem com tudo em 2020. É candidata e não esconde de ninguém.

Fumaça e Fogo – Será que o grupo que vai apoiar Diogo Prado (PSC) em Limoeiro vai corresponder os investimentos nas urnas?

"Sou amarelo até o fim", diz Marcos Sérgio ao ser recebido pelo grupo de Joãozinho


O vereador Marcos Sérgio (PSD) confirmou oficialmente na manhã desta segunda (16) sua adesão ao grupo político de João Luís (PSB), prefeito de Limoeiro. Ele revelou que vinha conversando desde o início da gestão, mas recuou quando vazou o áudio do gestor direcionado aos vereadores da base, o que rendeu um voto de repúdio. Como justificativa, Marcos disse que chegou para somar com a gestão e relembrou sua amizade pessoal com o prefeito. Ele disse que há dois meses não vem mais enxergando tantos defeitos na administração municipal e que no ano passado viu e apontou muitos, mas que os erros estão menores. “Isso é natural, erra e depois vêm os acertos. Se a coisa esta caminhando certo, não sou eu que vou torcer ou criticar para dar errado”, disse o parlamentar, ao negar que recebeu dinheiro.

Quanto à saída do grupo liderado pelo deputado federal Ricardo Teobaldo (Podemos), o vereador rasgou elogios ao ex-prefeito e disse que manterá a admiração que sempre teve, além de lembrar emendas parlamentares indicadas por Teobaldo na casa dos R$ 40 milhões para a cidade. “Não sei como ficou a cabeça dele (Ricardo Teobaldo), mas estava inquieto por não conseguir realizar as coisas”, comentou. Ele também falou do sonho da realização de obras estruturadoras, citando o calçamento da Cohab Nova. “Eu não estava conseguindo atender uma troca de lâmpada”, afirmou Sérgio. “Ser oposição não é fácil”, completou. O vereador não confirmou se vai apoiar os pré-candidatos do prefeito: Aluísio Lessa e João Campos (ambos do PSB). "Vou analisar a situação e ouvir os que me acompanham", revelou.

Questionado se poderá indicar cargos, ele disse que vem conversando sobre funções existentes em repartições do Bairro da Cohab, a exemplo do Centro de Convivência de Idosos (CCI) e Unidade Básica de Saúde (UBS). “Agora sou amarelo até o fim”, pontuou Marcos Sérgio. Ele ainda garantiu que seguirá com transparência na CPI do LIMOPREV e que vai convidar um representante da ASSEMULPE para acompanhar as reuniões da comissão. O prefeito também negou negociação financeira e disse que a indicação de cargos é algo natural dependendo da demanda que surgir, mas garantiu que não ofereceu determinada quantidade de cargos. Para Joãozinho, a chegada do vereador Marcos Sérgio ajudará no andamento da gestão. “Sempre conversamos e chegou o momento dessa união. Estamos de portas abertas para outros”, finalizou o socialista.

Enildo deve surgir como opção na disputa pela prefeitura de Limoeiro



Mostrando independência política, o presidente reeleito do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Limoeiro (STRL), Enildo Sousa (PSD). A página do STRL no Facebook revelou a possibilidade dele disputar as eleições municipais em 2020. “Enildo do Sindicato coloca seu nome para ser candidato a prefeito em 2020; e já tem 2 candidatos a vereador no seu palanque, Antunes Albuquerque e Emanuela Silva. Junte-se a nós e vamos fazer a chapa dos pobres”, diz a postagem, que tem a foto do presidente. Horas antes, a página do Sindicato já havia sinalizado desejo de mudança política: “Em 2020 vamos renovar! É sempre a mesma coisa, o povo já tá cansado de discurso e depois o discurso cair por terra. Limoeiro renova”. Enildo foi reeleito para presidir o STRL para o quadriênio 2018-2020 com a maior diferença de votos da história da entidade. Nas eleições de 2016, ficou na suplência de vereador com mais de 800 votos.

Coluna Política | Executivo e Legislativo marcados por mudanças em Limoeiro


Com apenas um ano e quatro meses, a gestão municipal e a legislatura vivem intensas mudanças. A instabilidade nos poderes tem gerado dúvidas na população. No secretariado do prefeito João Luís (PSB) ou no lado político dos vereadores, as novidades não param. A mais recente é a chegada do vereador Marcos Sérgio (PSD) para reforçar a base do gestor municipal. O professor deixa a oposição e, consequentemente, abandona o “barco” do grupo do deputado federal Ricardo Teobaldo (Podemos). Ainda no ano passado, os vereadores Zé Higino e Ciciu de Salobro (ambos do PP), deixaram o grupo do prefeito e se tornaram oposição, mas se mantiveram independentes politicamente.

Sem falar que, antes da legislatura começar, os vereadores Marquinhos Paz (PTB), Zélia (Podemos), Bau (PTB), Zózimo (PRB) e Ronaldo (PTdoB) já haviam mudado de lado. Já na estrutura funcional da prefeitura de Limoeiro, as mudanças começaram com apenas 4 meses de gestão, com trocas de secretários nas pastas de Saúde, Educação, Fazenda e Desenvolvimento Social. Meses depois mais uma mudança na Secretaria da Fazenda. Depois, saída do secretário de Assuntos Jurídicos e mudança de gestor do LIMOPREV. Nas escolas, mudanças também registradas entre diretoras. Tudo isso deixa interrogações na cabeça do eleitor: Erros nas indicações? Incompetência? Interesse pessoal?

Pressão – Clientes, comerciantes e diretores da Associação Comercial e Agrícola de Glória do Goitá reuniram mais de 3 mil assinaturas em um abaixo-assinado para cobrar a reabertura da agência do Banco do Brasil. Há um ano e três meses, a unidade bancária funciona com serviços restritos. E o pior: o comércio sente fortemente quedas nas vendas, já que centenas de moradores recebem fora e gastam fora. O documento foi entregue nas mãos do gerente da agência. A falta de um plano consolidado de segurança em Pernambuco continua.

Mistão – O presidente do PT de João Alfredo, Tato Mendes, vai caminhar nas eleições com um misto de partidos. Para deputado estadual, ele apoia Diogo Prado (PSC). Já para federal, Milton Coelho (PSB), enquanto para governo segue com Marília Arraes (PT), Crítico do governo Paulo Câmara, justificou para o nome de Coelho o seguinte: “Milton (Coelho) se comprometeu com pautas importantes mesmo sendo do PSB, se coloca contra a Reforma da Previdência, é a favor da revogação da Reforma Trabalhista e, como membro da direção nacional do PSB, se colocou contra o impeachment de Dilma”.

Maioria – Com a ida de Marcos Sérgio (PSD) para o grupo da situação, o prefeito de Limoeiro, João Luís (PSB), amplia ainda mais sua bancada de apoio na Câmara de Vereadores. O socialista agora conta com 10 parlamentares na base, o que lhe garante mais segurança na votação dos projetos, inclusive, nas matérias econômicas que precisam de dois terços (2/3). Resta saber se Marcos vai continuar implacável nas cobranças e críticas ao prefeito, ou vai recuar e mudar o discurso.

Rapidinhas

Na estrada – O governador Paulo Câmara (PSB) esteve em Gravatá com a Caravana da Educação. Mesmo com o discurso administrativo, nos bastidores a informação é de que o socialista não deixa de articular politicamente.

Indefinição – Enquanto Armando Monteiro (PTB), Fernando Coelho (PSB) e Mendonça Filho (DEM) não decidem que fica com a cabeça da chapa, Marília Arraes (PT) corre solta pelo Estado.

Fumaça e Fogo – Qual será a linha de justificativa do vereador Marcos Sérgio (PSD - Limoeiro) para mudar de lado?

Marcos Sérgio deve reforçar base de apoio ao prefeito de Limoeiro


O vereador Marcos Sérgio (PSD) pode estar deixando a bancada de oposição para fazer parte do grupo de João Luís (PSB), prefeito de Limoeiro. Uma fonte ligada ao governo municipal chegou a confirmar a notícia e adiantou que o anúncio oficial será nesta segunda (16). Um vereador da bancada de oposição também confirmou a ida do professor para o grupo de situação. Eleito no palanque de Thiago Cavalcanti (PTB), Marcos vem sendo um dos principais discursos contra a gestão socialista no plenário da Câmara de Vereadores de Limoeiro. 

Nas entrevistas, teceu inúmeras críticas e atuou como combatente aos polêmicos projetos de lei enviados pelo Executivo. Atualmente, ele ocupa o cargo de relator da CPI do LIMOPREV. A nossa reportagem tentou contato com Marcos Sérgio, mas sem sucesso. A expectativa da população é para ouvir do vereador se realmente ocorrerá a mudança de lado político. Já o prefeito João Luís disse ao blog que não estava sabendo da notícia. "Ele (Marcos) é quem tem que falar", completou o gestor. (Imagem | Divulgação) 

Arte e integração no retorno da criançada ao Galpão das Artes


Inserindo crianças que vivem em áreas consideradas de risco no universo cultural é o propósito do Centro de Criação Galpão das Artes, localizado no Centro de Limoeiro. Em dezembro, a instituição cultural comemora 18 anos de existência, mas a celebração já está sendo antecipada. Crianças e adolescentes irão manter contato com o teatro e a literatura através do projeto Arte Educação. 25 crianças, entre 8 e 12 anos, serão atendidas nesta ação, que tem como propósito modificar a realidade de crianças que apresentam problemas de aprendizagem, além de incentivar a leitura, a produção textual e a interpretação de textos.

O foco também está relacionado ao direito de brincar, permitindo a criançada confeccionar o próprio brinquedo. "Aqui elas encontram o espaço que não possuem em suas comunidades. A vivência apresenta como metodologia a oficina atendendo as linguagens do teatro, desenho, pintura, cinema e confecção de brinquedos populares, como barangandão, peteca e rói-rói. Também orientamos sobre temas como sexualidade, violência e pedofilia", acrescenta Edna Alves, arte-educadora do Centro de Criação Galpão das Artes. O público alvo estuda nas escolas municipais São Francisco e João Heráclio Duarte, tendo como gestoras, respectivamente, Michele Labanca e Paula Santos. (Imagem | Divulgação)

Chuvas animam moradores do Agreste Setentrional


Depois de uma madruga inteira de chuvas de média a forte intensidade, os municípios do Agreste Setentrional amanheceram com registros de pontos de alagamento. Na zona rural, a informação de moradores é de barreiros acumulando água. Por volta das 8h desta sexta (13), a chuva cessou na região, mas o céu permanece nublado, com previsão de chuvas durante o final de semana. Leitores de Machados, Orobó, Bom Jardim e Surubim (foto) informaram que há um bom tempo não chovia como nas últimas horas. O mesmo cenário se repete em Limoeiro, Passira e João Alfredo.

No centro de Surubim, imagens compartilhadas nas redes sociais mostram alagamentos e dificuldade no tráfego dos veículos. Até o momento não há registro de imprevistos, como quedas de árvores ou invasão de casas. De acordo com a Compesa, a Barragem de Jucazinho já acumula quase 3% da capacidade, o que representa aproximadamente 8 milhões e meio de metros cúbicos de água. Para que o ouvinte tenha uma ideia, esse total daria para encher a Barragem de Palmeirinha, na zona rural de Bom Jardim, que tem capacidade total de 6,2 milhões de metros cúbicos de água.

Coluna Política | Danilson Gonzaga quer emplacar obra que marque a gestão


Querendo deixar uma obra que marque a gestão, o prefeito de Feira Nova, Danilson Gonzaga (PSD), recebeu em seu gabinete, nesta quinta (12), o gerente regional da Compesa, Mozart Alencar, e os engenheiros Graciano Mendonça e Luciana Lins. Eles apresentaram o projeto de implantação do sistema de esgotamento sanitário da cidade. De acordo com a assessoria de Imprensa da PMFN, o sistema também é composto por uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE). O investimento gira em torno de R$ 55 milhões - obra de valor impossível de ser realizada com recursos próprios. 

Para o sonho se tornar realidade, Danilson vai começar a esquentar as "canelas" para correr atrás dos recursos. Ainda participaram da reunião o secretário de Administração e Finanças, Valter Cruz, o presidente  da Câmara de Vereadores, Amaro Ramalho, além do vereador Negão do Lava Jato. A ETE terá capacidade para tratar vazão média de 43,25l/s; e vazão máxima de 70,92l/s quando estiver pronta, beneficiando diretamente 24.906 mil habitantes. Em Brasília, a porta do deputado federal Ricardo Teobaldo (Podemos) deverá ser uma das primeiras a ser batida pelo gestor municipal.

CPI - No meio da investigação da CPI, o advogado Assis Pedrosa deixou o cargo de gestor do Fundo de Previdência dos Servidores da Prefeitura de Limoeiro (LIMOPREV) para assumir a Assessoria Especial do Gabinete do prefeito João Luís (PSB). O ex-deputado revelou que vai cuidar da parte política. No lugar dele, assumiu a então secretária executiva de Demandas Especiais, Fernanda Melo. Um integrante da CPI disse que, mesmo com a saída, Assis será convidado à depor na CPI do LIMOPREV.

Campanha - O agora ex-chefe de gabinete do governador, João Campos (PSB), começou a intensificar os passos de olho nos votos de Limoeiro. Durante o aniversário da cidade, o filho de Eduardo Campos acompanhou as inaugurações de 2 poços artesianos na zona rural. No mesmo ritmo esteve o deputado estadual Aluísio Lessa (PSB), que tem apoio declarado do prefeito João Luís (PSB) em sua pré-candidatura a reeleição. Dará tempo deles participarem de inaugurações maiores, a exemplo da tão falada ampliação do abastecimento d'água?

Palanque - Caso se confirme a candidatura de Marília Arraes (PT) ao Governo de PE, ela terá garantido o palanque em Limoeiro. O ex-vereador Zé Nilton "driblou" o convite do deputado federal Ricardo Teobaldo (Podemos) para apoiá-lo e, consequentemente seguir com o candidato a governador dele, fechou os olhos para a possibilidade de apoiar Paulo Câmara (PSB) e bateu o martelo para apoiar a neta de Arraes. Zé projeta independência política. E se Marília crescer nas pesquisas e chegar ao Palácio do Campo das Princesas, Zé sai forte como pré-candidato a prefeito em 2020.

Rapidinhas  

Mais um - O ex-vereador por Limoeiro, Isaac do Ônibus, revelou a este colunista que também deve sair candidato nas eleições deste ano. Ele mais uma vez deve disputar uma vaga de deputado federal. Se sair, tira um "balaio" de votos dos "favoritos".

Livre - Denunciado por divulgar falsa pesquisa eleitoral na campanha de 2016, o ex-prefeito de Lagoa de Itaenga, Lamartine Mendes (PTB), ganhou a causa na justiça eleitoral, que julgou improcedente a denúncia por falta de provas robustas.

Fumaça e Fogo - Será que Ricardo Teobaldo (Podemos) consegue ser majoritário novamente em Limoeiro?

Assis Pedrosa deixa o LIMOPREV e assume a assessoria do gabinete


Sem alarde, o advogado Assis Pedrosa deixou a gerência do Fundo de Previdência dos Servidores da Prefeitura de Limoeiro (LIMOPREV). O próprio Assis confirmou a nossa reportagem que desde o dia primeiro de abril assumiu a Assessoria Especial de Gabinete da Prefeitura Municipal de Limoeiro. “Vou lidar mais com as questões políticas”, disse Pedrosa. A advogada Fernanda Melo assumiu o LIMOPREV. Ela estava como Secretária Executiva de Demandas Especiais. A mudança ocorre no primeiro mês de atuação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), que vai investigar um déficit de mais de R$ 6 milhões nas contas do LIMOPREV. (Imagem | Divulgação)

Buenos Aires precisa comprovar não acumulação de cargos de secretários


O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recomendou ao prefeito de Buenos Aires que apresente as documentações necessárias para comprovação de que nenhum de seus secretários municipais acumulam cargos efetivos em outros órgãos enquanto trabalham nas secretarias municipais. A recomendação tomou como base denúncias recebidas pela Ouvidoria do Ministério Público. Nelas, há relatos de que a atual secretária municipal de Saúde acumula o cargo efetivo de enfermeira no Hospital Regional de Limoeiro e que a mesma receberia seu salário pelo cargo sem trabalhar. 

As investigações do MPPE apuraram que de fato a secretária tinha vínculo de natureza efetiva com o Estado de Pernambuco. Entretanto, não foram registradas faltas de serviço. Com estes fatos apurados, a promotora de Justiça Aline Laranjeira resolveu recomendar que a secretária apresente, no prazo de 30 dias, ao Ministério Público, a documentação necessária para comprovar o afastamento do cargo efetivo do hospital, ou apresente a portaria de exoneração do cargo de secretária municipal de saúde, pois os dois cargos não são acumuláveis, em virtude da natureza política do cargo de secretário municipal. 

Outro termo abordado na recomendação foi que o prefeito informasse ao MPPE quanto a existência de outros secretários municipais que acumulassem cargos efetivos ou informando que a situação com a secretária de Saúde foi um fato isolado. Caso existam outros secretários nesta situação deve ser apresentado documento de afastamento do cargo Municipal, Estadual ou Federal; ou a portaria de exoneração do cargo de natureza política em Buenos Aires. (Imagem - Reprodução Google | Com informações do MPPE)

Chapa feminina pode ser a novidade para 2020 em Limoeiro


Mesmo faltando mais de dois anos para as eleições municipais, já tem partido articulando possíveis nomes para a disputa majoritária em Limoeiro. Uma chapa majoritária formada apenas por mulheres caminha para ser a grande novidade do pleito. Uma fonte revelou ao blog que o partido vem sendo mantido em sigilo, para evitar possíveis abordagens. A fonte ainda afirmou que a sigla não tem alinhamento político com os grupos de Ricardo Teobaldo (Podemos) e João Luís (PSB), o que ele considera uma situação independente. “A única coisa que posso adiantar é que são nomes respeitados na cidade e ligação com o campo educacional”, disse a fonte. (Imagem | Divulgação)

Limoeiro: Zé Nilton declara apoio a pré-candidatura de Marília Arraes


O ex-vereador por Limoeiro, Zé Nilton, confirmou no final da tarde desta sexta-feira (6), no dia do aniversário da cidade, apoio a vereadora recifense Marília Arraes (PT), pré-candidata ao Governo de Pernambuco. Zé apareceu ao lado da petista em um vídeo postado em sua página no Facebook, chamando a neta de Miguel Arraes de "futura governadora de Pernambuco" e, logo em seguida, parabeniza Limoeiro. Na sequência, Marília também externa os parabéns ao município, que completou 125 anos de Emancipação Política.

Ainda no vídeo, ela também diz "que em breve esperar estar em Limoeiro para discutir muito o que fazer por Pernambuco". Até então, Zé Nilton estava filiado ao PR, mas uma fonte ligada ao grupo petista revelou que ele já tem nova sigla, mas que está guardando a informação a "sete chaves". Zé Nilton segue com seu projeto de candidatura a deputado, mas com  decisão de ser o palanque de Marília Arraes em Limoeiro, não definiu se disputará para estadual ou federal. Nos bastidores político, Zé não tem escondido de ninguém que pretende disputar a prefeitura de Limoeiro em 2020. (Imagem | Divulgação)

IPA reinaugura Unidade Limoeiro e lança programas de apoio


O Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), por meio da Gerência Regional Surubim, vai reinaugurar nesta quinta-feira (5) a sede da Unidade Limoeiro. A solenidade está marcada para as 8h30 e contará com a participação de produtores rurais e secretários municipais de agricultura. No ato, também será inaugurada a Central de Recebimentos de Produtos, numa parceria com a Secretaria de Agricultura de Limoeiro. De acordo com o IPA, a solenidade ainda contará com o lançamento de programas de apoio ao homem do campo. O escritório do IPA Limoeiro fica na Praça Domingos Rodrigues, 179, no Bairro do Ponto Certo. (Imagem | Divulgação)

CPI do LIMOPREV realiza primeira reunião de trabalho


A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que vai investigar a origem do déficit nas contas do Fundo de Previdência dos Servidores Municipais de Limoeiro (LIMOPREV) se reuniu pela primeira vez na tarde desta terça-feira (3), na sala de reuniões da Câmara Municipal de Vereadores. O advogado Tadeu Lira e a contadora Paula Valéria também estiveram no encontro. De acordo com o relator da CPI, vereador Marcos Sérgio (PSD), a pauta contou a solicitação de documentos (recolhimentos, extratos e transferências bancários, prestações de contas, cópias de repasses mensais), comunicações para órgãos de controle e fiscalizadores. 

"Firmado o compromisso de seriedade e imparcialidade entre todos os membros", postou o relator em uma rede social. Também integram a Comissão, os vereador José Higino (PP - presidente), Daniel (PTB – vice-presidente), Ronaldo Morais (PTdoB – membro) e Batalha (PSB – membro). "Vamos pedir todos os documentos necessários, também vamos comunicar a PF, MP, OAB e todos os órgãos competentes para nos dar total apoio, para que possamos esclarecer o mais breve possível", assegurou Ronaldo. (Imagem | Reprodução Facebook)

Meirelles se filia ao MDB e ganha jingle de campanha


O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, deu mais um passo rumo ao seu projeto presidencial. O político deixou o PSD e assinou nesta terça-feira (3) sua filiação ao MDB, partido do qual foi membro até 2009. Durante a cerimônia de filiação, na sede da legenda, em Brasília, Meirelles informou que deixará o cargo de ministro na próxima sexta-feira (6), e que seu sucessor será definido nos próximos dois dias. A legislação eleitoral prevê que os ministros interessados em concorrer a candidaturas precisam deixar os cargos seis meses antes da eleição. Esse prazo se encerra no próximo sábado (7).

Mesmo deixando o ministério da Fazenda, Meirelles afirma que o MDB ainda não definiu a composição da possível chapa presidencial e, portanto, não confirmou sua candidatura. “Eu tenho um projeto de candidatura a presidente e, agora, entrando no partido vamos discutir quais são os próximos passos e, evidentemente, qual é a melhor composição partidária visando evitar o Brasil volte a ter políticas populistas, politicas oportunistas, políticas que levaram o país a maior recessão da história”.

Durante o ato, o clima de campanha eleitoral era evidente. Banners com as imagens de Temer e Meirelles decoravam o evento, enquanto um jingle que dizia "M de Michel, M de Meirelles, M de MDB" era executado pelo sistema de som. A ida de Henrique Meirelles ao MDB dá força a especulação de que o ministro da Fazenda se colocaria como vice em uma possível chapa encabeçada pelo presidente Michel Temer. (Imagem | Reprodução Internet)

Marília Arraes cumpre agenda política em Salgadinho


A vereadora recifense e pré-candidata ao governo de Pernambuco, Marília Arraes (PT), não tem perdido tempo quando o assunto é eleição. Mesmo com o racha no PT Estadual, ela segue visitando os municípios pernambucanos, buscando emplacar o nome. No próximo domingo (8), Marília visitará Salgadinho, no Agreste Setentrional. O encontro será a partir das 8h, no Sindicato dos Trabalhadores Rurais. Em seguida, ela participará de uma ciranda com trabalhadores em praça pública.

Recentes pesquisas mostraram que a neta de Miguel Arraes estaria empatada tecnicamente com Armando Monteiro (PTB) na segunda posição, o que animou ainda mais a ala simpatizante ao nome dela. O diretório nacional da sigla tem segurado o martelo em torno de sua possível candidatura, isso porque estaria em jogo acordos maiores, a exemplo da candidatura própria do PT em Minas Gerais, mas para tal o PSB teria que desistir de lançar um nome representando a sigla socialista.

Prefeito de Bonito solicita municipalização do trânsito


O prefeito de Bonito, Gustavo Adalto, solicitou ao presidente do Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE), Charles Ribeiro, a realização do processo de integração do município ao Sistema Nacional de Trânsito – SNT (municipalização). O encontro aconteceu nesta terça-feira (3), no gabinete da presidência do órgão estadual. Na pauta, o prefeito também solicitou que a cidade seja inserida na programação da Coordenadoria de Educação no Trânsito.

Com a demanda em mãos, Charles vai encaminhar a solicitação à presidente do Conselho Estadual de Trânsito (Cetran), Simíramis Queiroz, para que ela informe ao gestor municipal as exigências referentes a integração ao SNT. Ribeiro também garantiu que, no mês de agosto, Bonito vai receber a Caravana Detran nos Municípios, que levará palestras para jovens, motoristas e motociclistas sobre os cuidados que devem ter no trânsito.

Atualmente, segunda dados do Detran, o município conta com uma frota de 8.082 veículos, desses 2.868 são motos. Além disso, a Caravana vai levar blitz educativa, distribuição de material educativo e o Fórum de Educação no Trânsito. O presidente informou ainda que vai solicitar ao Diretor de Engenharia e Fiscalização de Trânsito do Detran-PE, Sérgio Lins, que seja feito um estudo para a implantação da sinalização horizontal e vertical em Bonito. (Imagem | Paulo Maciel | Com informações da Assessoria de Imprensa do Detran)

Professor Edmo anuncia pré-candidatura com o aval de Armando


O ex-vereador Professor Edmo Neves, de Vitória de Santo Antão, declarou nesta segunda (2) o desejo de disputar uma cadeira da Assembleia Legislativa de Pernambuco (ALEPE). Ele teve a pré-candidatura avalizada pelo senador Armando Monteiro (PTB) durante encontro no escritório do petebista. Na ocasião, Edmo também teria declarado o compromisso de caminhar com o grupo das oposições. Para o senador, a pré-candidatura do vitoriense pode fortalecer a ala oposicionista na Mata Central na eleição deste ano. 

Presente ao encontro, o deputado Silvio Costa Filho (PRB) afirmou que a futura candidatura do professor vai quebrar uma hegemonia ente as famílias na política local. O vereador André de Bau (PSD), líder da oposição na Câmara de Vitória de Santo Antão; o ex-vereador Edinho (PRB); os professores universitários Darlindo Ferreira e Glauco Caldas; os presidentes municipais do Avante e PTB, Osseas Araújo e Arthur Neves, respectivamente; e Irmão Davi Severino, representante da Igreja Assembleia de Deus Abreu e Lima, também participaram da reunião. (Imagem | Leo Caldas | Divulgação)

CPI é promulgada e começa investigação no LIMOPREV


Na primeira reunião do segundo período legislativo, realizada na tarde desta segunda-feira (2), foi anunciada a promulgação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Fundo de Previdência dos Servidores da Prefeitura Municipal de Limoeiro (LIMOPREV). Com a publicação no Diário Oficial, as investigações para descobrir o que originou o déficit de mais de R$ 6 milhões começam a dar os primeiros passos. A comissão tem 90 dias para finalizar o relatório, mas o prazo pode ser prorrogado por igual período. A comissão é formada pelos vereadores José Higino (PP - presidente), Daniel (PTB – vice-presidente), Marcos Sérgio (PSD – relator), Ronaldo Morais (PTdoB – membro) e Batalha (PSB – membro).

A CPI vai investigar o histórico financeiro do LIMOPREV desde a fundação (novembro de 2011) até os dias atuais. Com isso, os três prefeitos que passaram pelo fundo previdenciário deverão ser ouvidos: Ricardo Teobaldo (Podemos), Thiago Cavalcanti (PTB) e João Luís (PSB), além de todos os funcionários que estão e passaram pelo quadro de servidores do LIMOPREV.  O presidente da CPI informou que ofícios estão sendo preparados para solicitar informações e cópias de prestações de contas e extratos bancários.

João Alfredo e Sebrae realizam reunião de reordenamento da feira livre


A Prefeitura Municipal de João Alfredo e o Sebrae Pernambuco realizam na próxima quarta-feira (4), uma reunião com comerciantes e feirantes do município sobre o Projeto de Reordenamento da Feira Livre. O encontro será realizado no auditório da Secretaria Municipal de Educação, na Rua Severino Adrião Gomes da Silva, no Bairro Boa Vista, a partir das 15h. Na pauta serão tratados assuntos relacionados à localização de alguns bancos por setor e a capacitação dos feirantes com cursos gratuitos ofertados através de uma parceria entre a prefeitura e o Sebrae. A primeira ação, no mês de janeiro, foi o recadastramento dos feirantes. De acordo com a secretaria municipal de Obras, mais de 400 pessoas comercializam na feira livre do município, que acontece toda segunda-feira. (Imagem | Divulgação PMJA)

Secretária diz que vereadores foram fiscalizar a entrega do peixe


Após repercutir nas redes sociais a crítica do presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Limoeiro (STRL), Enildo Sousa, sobre a presença de vereadores na distribuição de peixes doados pela prefeitura nas comunidades, inclusive, citando que ocorreu situação de parlamentar em cima do caminhão da entrega, a secretária de Desenvolvimento Social e Cidadania de Limoeiro, Cristiane Barbosa, negou o fato durante entrevista concedida à Rádio Jornal Limoeiro. “Entregamos para mais de 58 localidades e não visualizei vereador em cima caminhão”, garantiu a secretária. Ela disse ainda que os vereadores que estiveram nas comunidades ficaram ao lado ou mais distante, já que o papel deles seria de fiscalizar. (Imagem | Reprodução Facebook PML)

Aniversário de Limoeiro não terá programação de shows


Foi colocado um ponto final na expectativa de shows artísticos no aniversário do município de Limoeiro, que será celebrado no dia 6 de abril. Na noite desta sexta-feira (30), em contato com a nossa reportagem, o secretário municipal de Cultura, Geraldo Muniz, comunicou que não haverá programação de bandas e cantores na Emancipação Política. “Estamos próximos do São João e temos que economizar”, disse o secretário. Circulou nas redes sociais uma arte com a imagem da cantora Solange Almeida (ex-Aviões do Forró) com apresentação agendada para Limoeiro, mas não passou de notícia falsa. “Solange Almeida, Gabriel Diniz, tudo não passa de farsa”, afirmou Geraldo. De acordo com o prefeito de Limoeiro, João Luís (PSB), a programação da Emancipação será de atividades cívicas e inaugurações, mas até o momento nenhuma informação foi divulgada oficialmente. (Imagem | Divulgação)