Vítimas de violência doméstica contam com suporte em Passira


As estatísticas da Secretaria de Defesa Social (SDS) de Pernambuco mostram que os registros de violência doméstica aumentaram durante a pandemia. No município de Passira, a Secretaria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres lançou a campanha Ficar em casa não quer dizer ficar calada. "O isolamento não pode significar o silenciamento diante de situações de violência doméstica. Violência contra a mulher é crime”, destaca a secretária da pasta, Karla Maísa. Por conta da pandemia, o atendimento presencial na secretaria está reduzido: 8h às 12h.

Através de uma central de atendimento remoto, uma equipe de profissionais também garante suporte às vítimas da violência. O atendimento é de segunda  a sexta, através do número (81) 9 9577 1572. O plantão orienta e registra denúncias, as quais são encaminhadas aos centros policiais. Familiares, amigos e vizinhos também podem utilizar o serviço para informar casos de violência. Para atendimentos em outros horários e fins de semana, a secretaria tem divulgado os contatos da Polícia Militar (190), Ouvidoria da Mulher (0800 281 8187) e Disk Denúncia (180).