Coluna do Sábado | Tudo é culpa da pandemia?


Inegável que a pandemia do novo coronavírus tem gerado crises na saúde e na economia. O ciclo também desencadeia outros inúmeros problemas, principalmente, desemprego e fome. Tudo ocorre por “tabela”. Os poderes públicos correm contra o tempo para vencer as adversidades, enquanto os pesquisadores correm para vencer o vírus. Governos estaduais e municipais decretam normas, adotam medidas e realizam ações para tentar frear a transmissão do vírus. A União libera recursos, gera polêmica e conduz o barco à deriva.

Faço a introdução para elencar que, mesmo diante do caos, nem tudo é culpa da pandemia. Observo prefeitos e mais prefeitos “jogando” culpa na doença pelas incompetências de vários meses ou anos de gestão. Atrasos de pagamentos de prestadores de serviço e não aplicação de pisos salariais são algumas das desculpas esfarrapadas. Débitos completando um ano. Piso aguardando aplicação desde janeiro passado. E a culpa é da pandemia? O povo pensa!

0800 - O deputado federal João Maia (PL-RN) apresentou uma emenda para que empresas de telecomunicações, que serão beneficiadas com prorrogação do prazo de pagamento de tributos (MP 952/2020), garantam internet gratuita para clientes pré-pagos inscritos em programa sociais durante a pandemia. O projeto deve ser aprovado em maio.

Oposição - O deputado federal Tadeu Alencar (PSB), vice-líder da oposição, considera que a situação do presidente Bolsonaro (sem partido) tornou-se insustentável e que o processo de impeachment não pode ser descartado em nome de uma quebra de estabilidade política. Para o parlamentar, Jair é quem deveria ter essa percepção e tratar de governar o País.

2 Meses – O prefeito de Vicência, Guiga Nunes (Cidadania), lançou nas redes sociais a proposta para que os profissionais que estão na linha de frente no combate ao coronavírus tenham 60 dias de férias. “Compartilhem a ideia. Quando o estado de emergência passar, nossos servidores merecem esta recompensa, afinal, o abalo emocional hoje é muito forte”, escreveu.

Rápidas

Luto – O ex-prefeito e ex-vereador de João Alfredo, “Dudé de Ribeiro Grande”, faleceu na manhã de ontem, aos 83 anos de idade, no Sítio Gitirana. Foram sete legislaturas.

Palanque – O secretariado de Limoeiro transformou-se em palanque. Entre primeiro e segundo escalões, 8 secretários deixaram os cargos para disputar cadeiras de vereador.

O povo quer saber – Quem será o primeiro pré-candidato a prefeito de Limoeiro a anunciar o companheiro de chapa?