Prefeitura de Limoeiro solicita autorização para parcelar débito previdenciário


Na manhã desta quinta-feira (1) teve início o período legislativo de 2018 no município de Limoeiro. Os vereadores retornaram as atividades com a apresentação de requerimentos, além da recepção de projeto de lei enviado pelo Poder Executivo. E o primeiro do ano já começou a gerar polêmica. A Prefeitura Municipal de Limoeiro (PML) solicita dos parlamentares a autorização para parcelar débitos do Fundo de Previdência dos Servidores Municipais (LIMOPREV) em 200 parcelas. No projeto não consta o valor do débito, possível valor das parcelas e qual a gestão que gerou.

Após uma reunião interna, um vereador que pediu reserva na identificação, adiantou para nossa reportagem algumas medidas que serão tomadas. Será pedido vista do projeto e, consequentemente, sugerida alterações. A proposta é solicitar a informação do valor real do débito e qual gestão gerou. De posse das informações, alguns parlamentares vão pedir que o parcelamento fosse até 31 de dezembro de 2020 – data que termina o mandato do prefeito João Luís (PSB). O objetivo é que o parcelamento não fique na responsabilidade da próxima gestão. (Imagem | Reprodução)