Renya Carla anuncia nomes técnicos e políticos no secretariado de Passira


Na tarde deste domingo (11), a prefeita eleita do município de Passira, Renya Carla (PP), anunciou o secretariado da futura gestão. A progressista anunciou 10 secretarias, além da procuradoria jurídica. Na lista do primeiro escalão, ela fez indicações técnicas e políticas, com a presença do atual vice-prefeito, de um vereador que não conseguiu a reeleição, além de um ex-secretário da gestão de Severino Silvestre (PSD), adversário dela nas eleições.

Na pasta da Saúde a nova prefeita anunciou Gina Karine. Graduada em Assistência Social e Enfermagem, a futura secretária tem passagem por serviços de saúde públicos em Lagoa do Carro e Limoeiro. De acordo com a assessoria, Gina também ocupou os cargos de diretora adjunta e hospitalar da Unidade Mista Nossa Senhora da Conceição, em Passira.

Para a secretaria de Educação foi escolhida uma professora de carreira do município. Aurizete Bernardo de Lima também atua como educadora na rede estadual. Na própria pasta que vai assumir, ela já atuou como chefe de secretaria, coordenadora pedagógica e diretora de ensino. Aurizete ainda tem no currículo a direção adjunta da Escola Manoel Guilherme da Silva, em Passira.

Para cuidar das atividades na secretaria de Assistência Social, a prefeita escolheu a companheira dela, Karla Maísa. No currículo, ela tem graduação em Administração e pós graduação em Administração Pública Municipal. Karla, que também foi uma das coordenadoras da campanha política, atualmente cursa pós em Projetos Sociais e Enfermagem.

O secretário de Administração foi uma escolha política. O vereador por 3 mandatos Jamilson Albuquerque foi o nome lembrado depois de não conseguir a reeleição. O legislador foi presidente da Câmara de Vereadores de Passira no biênio 2013/2014. Na área que vai assumir, Jamilson foi, aos 18 anos de idade, encarregado administrativo de uma empresa paulista.

A gestão dos recursos financeiros da prefeitura de Passira ficará nas mãos de Ewerton Kaio. Ele vai assumir a secretaria de Finanças. Estudante do curso de Direito, atualmente desempenha funções profissionais como Gerente Financeiro Empresarial. Um tesoureiro ainda deverá ser anunciado para a equipe.

Na secretaria de Infraestrutura ficará Edelson Gomes (Edelsinho). Atual vice-prefeito de Passira, ele rompeu politicamente com Severino Silvestre no início da gestão. Graduado em Ciências Contábeis, ele é funcionário do Banco do Nordeste. Também foi chefe de gabinete da secretaria de Desenvolvimento e do Porto de SUAPE, além de assessor especial do Governador Eduardo Campos.

O novo secretário de Agricultura será João Clemente da Silva. Atualmente, ele exerce a função de presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Passira pelo terceiro mandato. O sindicalista também ocupa cadeira de suplente na Federação dos Trabalhadores na Agricultura de Pernambuco (Fetape). João ainda exerceu a função de diretor administrativo na Unidade Mista Nossa Senhora da Conceição.

A secretaria de Desenvolvimento Social, Cultura e Esporte terá como chefe da pasta, Josildo Pessoa da Silva Júnior. Pessoa ligada à Edelson Gomes, ele ocupou as funções de secretário de Agricultura e diretor de Transportes na prefeitura de Passira durante a gestão de Silvestre. Mas por conta do rompimento político entregou o cargo.

Na gestão de Renya Carla também haverá a secretaria de Governo. No comando desta pasta estará Túlio Freitas, filho do ex-prefeito Miguel Freitas, que era cotado para assumir uma secretaria, mas acabou caindo no “colo” do filho dele. Na apresentação, Túlio foi citado com idealizador do atual formato da Feira do Bordado Manual e da Festa do Milho.

Na secretaria de Políticas Públicas para Mulher a gestora será uma engenheira: Amanda Maria Vilanova Bezerra. Ela desenvolveu atividades na área de formação profissional na secretaria de Obras da prefeitura do Recife, exerceu cargos de Engenharia em empresas públicas e particulares, além de ter sido diretora administrativa em empresa privada no segmento de obras nos estados de PE PB.

E na Procuradora Jurídica ficará a advogada Rafaelly de Kássia Félix Oliveira. Com pós em Direito Processo Penal, ela exerceu a função de advogada da prefeitura de Toritama. Atualmente é advogada em um escritório de consultoria e assessoria jurídica.