Páginas

Machados | CREMEPE identifica irregularidades no Hospital Edison Álvares


O primeiro secretário do Conselho Regional de Medicina do Estado de Pernambuco (CREMEPE), André Dubeux, identificou irregularidades no Hospital Edison Álvares, no município de Machados, durante vistoria realizada na última sexta (10). O médico relatou que a unidade não conta com laboratório 24h, tem sete médicos na escala e a estrutura física não cumpre determinações da Vigilância Sanitária. Ele adiantou que o relatório da vistoria será encaminhado ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e Secretaria de Saúde para que as inconformidades sejam sanadas.


Responsável pela fiscalização do CREMEPE, o secretário relatou que o hospital tem uma média de 60 atendimentos de clínica médica e só realiza parto em período expulsivo. Conta com sala vermelha, um consultório médico, sala de parto, sala de sutura, Raio-x e leitos de enfermaria. “Não realiza cirurgias e os casos graves são encaminhados para Limoeiro e Nazaré da Mata em uma das quatro ambulâncias do serviço”, observou André. Ainda sobre a estrutura, o conselheiro destacou que o fluxo Centro de Material e Esterilização (CME) está totalmente inadequado.


Para ele, as deficiências são gritantes. “A sala vermelha não atende os requisitos mínimos de segurança para o atendimento ao paciente, o laboratório não funciona 24h, limitando demasiadamente o atendimento a população. Questões de infiltrações são evidentes, o CME precisa de medidas urgentes”, sinalizou Dubeux. De acordo com a enfermeira responsável pela unidade, a escala médica está completa com sete médicos, sete enfermeiros e quatro técnicos por plantão. “O relatório da fiscalização será encaminhado ao Ministério Público e Secretaria de Saúde para serem tomadas as devidas providências”, reforçou André.