Arte e integração no retorno da criançada ao Galpão das Artes


Inserindo crianças que vivem em áreas consideradas de risco no universo cultural é o propósito do Centro de Criação Galpão das Artes, localizado no Centro de Limoeiro. Em dezembro, a instituição cultural comemora 18 anos de existência, mas a celebração já está sendo antecipada. Crianças e adolescentes irão manter contato com o teatro e a literatura através do projeto Arte Educação. 25 crianças, entre 8 e 12 anos, serão atendidas nesta ação, que tem como propósito modificar a realidade de crianças que apresentam problemas de aprendizagem, além de incentivar a leitura, a produção textual e a interpretação de textos.

O foco também está relacionado ao direito de brincar, permitindo a criançada confeccionar o próprio brinquedo. "Aqui elas encontram o espaço que não possuem em suas comunidades. A vivência apresenta como metodologia a oficina atendendo as linguagens do teatro, desenho, pintura, cinema e confecção de brinquedos populares, como barangandão, peteca e rói-rói. Também orientamos sobre temas como sexualidade, violência e pedofilia", acrescenta Edna Alves, arte-educadora do Centro de Criação Galpão das Artes. O público alvo estuda nas escolas municipais São Francisco e João Heráclio Duarte, tendo como gestoras, respectivamente, Michele Labanca e Paula Santos. (Imagem | Divulgação)