Educação de Limoeiro emite nota sobre suposto assédio dentro de escola


Uma postagem sem identificação começou a circular nas redes sociais denunciando um professor da rede municipal de Limoeiro de assédio sexual. O texto traz detalhes do possível comportamento do servidor municipal, informações sobre idade da aluna e cita nomes de uma secretária municipal e de um assessor do prefeito que estariam tentando “abafar” o caso. Numa imagem, que também circula nos grupos de WhatsApp, aparecem as fotos do professor e da diretora da escola. Na postagem, a gestora é acusada de tenta evitar que o problema viesse a público.

Diante da repercussão do fato, a Prefeitura de Limoeiro, por meio da Secretaria de Educação e Esportes, emitiu uma nota nesta sexta-feira (8). No documento, o secretário da pasta, Luiz Gonzaga, afirma que “no mesmo dia que tomou conhecimentos dos fatos alegados, adotou, de imediato, as medidas da competência exclusiva” daquela secretaria. Gonzaga ainda destacou que foi aberta uma sindicância para apurar os fatos que estão ocorrendo na Escola Municipal João Heráclio Duarte. Por fim, o secretário assegurou que a gestão não concorda com nenhuma prática abusiva. Confira abaixo a nota na íntegra.

Clique na imagem para ampliar