Prefeito de Limoeiro anuncia medidas diante da falta de combustível

Imagem | Edvaldo Carvalho Filho

Através de vídeo publicado nas redes sociais, o prefeito de Limoeiro, João Luís (PSB), oficializou medidas diante da falta de combustível nos postos da cidade – o que tem afetado diretamente os serviços públicos. As aulas nas escolas e creches da rede municipal continuam suspensas, assim como não há transporte universitário disponível. A aração de terra dos agricultores foi paralisada. Nos postos de saúde da cidade só atendem enfermeiros e dentistas. Os atendimentos dos médicos estão comprometidos diante da impossibilidade da chegada dos profissionais aos locais de trabalho. As ambulâncias estão sem combustível e no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) apenas a unidade com UTI está disponível para os chamados.

O prefeito informou que conseguiu uma determinada quantidade de diesel e está garantindo o retorno da coleta de lixo para esta segunda (28). O gestor municipal disse que vai tentar através de liminar judicial o abastecimento dos postos de combustível da cidade para atender aos veículos prioritários. O Programa Idoso em Movimento (PIM) fica suspenso nos núcleos da zona rural e o mesmo acontece com as visitas domiciliares de médicos e assistentes sociais. Alguns serviços, a exemplo do CCI, Bolsa Família e Conselho Tutelar continuam normalmente. De acordo com João Luís, os serviços suspensos voltam a normalidade assim que os postos foram abastecidos. Confira o vídeo abaixo: