Especialista Rômulo Saraiva comenta parcelamento e CPI do LIMOPREV


Diante do polêmico debate sobre o Projeto de Lei 001/2018, que pede o parcelamento do débito do Fundo de Previdência dos Servidores Municipais de Limoeiro (LIMOPREV), calculado acima dos R$ 6 milhões, segundo a Secretaria de Demandas Especias de Limoeiro, a Rádio Jornal Limoeiro ouviu um especialista da área. O advogado Rômulo Saraiva (Imagem | Reprodução Internet), especialista em Direito Trabalhista e Previdenciário, analisou as informações fornecidas ao portal do Ministério da Previdência Social. O especialista comentou tecnicamente sobre a necessidade do parcelamento do débito, para o que o município fique adimplente, assim como a da investigação (em Limoeiro, por meio da CPI) paralela, para que as possíveis falhas nos repasses e saques realizados sejam esclarecidos e, caso apareçam culpados, sejam punidos. Acompanhe a entrevista abaixo na íntegra: