Prefeitura de Limoeiro se manifesta sobre abordagem de guarda municipal

Reprodução | Vídeo (Facebook)
Após o vídeo de um guarda municipal da Prefeitura de Limoeiro abordando uma autônoma na Avenida Santo Antônio, no Centro, "viralizar" nas redes sociais e gerar centenas de comentários negativos com relação ao comportamento do servidor, a gestão municipal se manifestou através de nota. No vídeo, o guarda aumenta em vários momentos o tom de voz e chega a gritar com a senhora, que machucada na perna está sentada em uma cadeira de rodas na calçada do centro comercial. O vídeo foi compartilhado em vários grupos de Whatsapp e postado no Facebook. 

Nos comentários, muitos limoeirenses recriminaram a forma de abordagem utilizada por ele. Outros chegaram a pedir a exoneração dele e cobraram uma resposta do prefeito João Luís (PSB). Nesta segunda-feira (20), a prefeitura se manifestou através de nota. No documento, a administração diz que a senhora abordada estaria com um veículo utilizado para comércio estacionado de forma irregular e teria desacatado as ordens de retirada do guarda após ter sido sido solicitada a retirada, só atendendo com a chegada da Polícia Militar (PM). A nota diz ainda que os proprietários do veículo chegaram a ameaçar o guarda. Confira abaixo a nota na íntegra:

“A guarda municipal informa que está realizando operação de reordenamento do trânsito na Av. Santo Antônio. Entre outras medidas, estão sendo retirados veículos utilizados para comércio de produtos que permanecem estacionados durante todo o dia em vagas destinadas ao público em geral. No caso do vídeo que está circulando nas redes sociais, os proprietários do veículo se opuseram a ordem de retirada e reagiram contra a guarda municipal, com depreciação a sua natureza institucional e com palavras de baixo calão, além de ameaças de agressão física. 

A situação só foi normalizada com a intervenção da polícia militar, que ao atender pedido da guarda municipal, retirou o veículo do local. No episódio em questão, infelizmente nos deparamos com uma postura de desprezo ao trabalho da guarda municipal por parte dos proprietários do veículo que estava em situação irregular. Tal postura lamentável só foi modificada com a chegada da polícia militar. Quanto à postura do guarda municipal envolvido no episódio, a guarda municipal averiguará se ocorreram excessos na abordagem e adotará as medidas legais cabíveis, caso seja necessário”.