Palmeirinha entra em situação de alerta e municípios sofrem com racionamento


O longo período de estiagem que atinge a região do Agreste Setentrional contribuiu para que a Barragem de Palmeirinha, que fica no Sítio Pedra Fina, zona rural de Bom Jardim, entrasse em situação de alerta. De acordo com dados da Agência Pernambucana de Águas e Clima (APAC), o reservatório está com 11,1% da capacidade que é de 6,5 milhões m³ de água. Diante dessa situação, o racionamento vem sendo sentido fortemente pela população dos municípios de Bom Jardim, Orobó, João Alfredo e Surubim, além de Limoeiro, que tem parte abastecido por Palmeirinha. Relatos informam que alguns bairros estão há quase 30 dias sem abastecimento.

A Compesa não emitiu comunicado oficial, mas servidores, extraoficialmente, informaram que a Companhia irá divulgar nos próximos dias uma nota oficial sobre a suspensão do abastecimento. No segundo semestre do ano passado, o Governo do Estado tomou a decisão de reativar a rede de abastecimento para Surubim, que deixou de ser abastecido por conta do colapso na Barragem de Jucazinho. A decisão aconteceu no período eleitoral e dividiu opiniões. Em novembro de 2016, o Ministério da Integração Nacional iniciou a construção de uma adutora em aço, com 37 km de extensão, que vai interligar o Sistema Produtor do Siriji, na Mata Norte, ao sistema Integrado Palmeirinha. A obra deve ser entregue no mês de maio desse ano. (Foto | Severino Barbosa)