Em Limoeiro, quase 3 mil votaram nos vereadores da situação e não quiseram o prefeito


A expressão "voto casado" é quando o eleitor escolhe o vereador e o prefeito do mesmo grupo. Nas eleições deste ano, no município de Limoeiro, quase 3 mil pessoas que votaram nos vereadores da base de apoio ao prefeito e candidato a reeleição Thiago Cavalcanti (PTB), não quiseram escolher o gestor municipal novamente. Os eleitores votaram em vereadores do palanque adversário ou optaram pelas opções branco e nulo. Thiago obteve 15.743 votos, enquanto a soma dos candidatos a vereador da situação totalizou 18.733 votos, uma diferença de 2.990. Com essa diferença favorável, o prefeito teria sido reeleito prefeito de Limoeiro. As duas coligações da situação elegeram 9 vereadores, enquanto as duas da oposição fizeram 6. (Imagem | Divulgação)