Prefeitura de João Alfredo adota medidas emergenciais


Diante da falta de combustível desencadeada pela paralisação dos caminhoneiros, o Governo Municipal de João Alfredo, através de reunião integrada das secretarias municipais, estabeleceu algumas medidas administrativas com o objetivo de manter o funcionamento dos serviços essenciais ofertados à população. Na manhã desta terça-feira (29), a prefeitura divulgou quais serviços estão suspensos e quais permanecem até a regularização do abastecimento dos postos.

Na Secretaria de Saúde, as ambulâncias UTI e SAMU, e os veículos de transporte de pacientes de hemodiálise funcionam normalmente; As Unidades Básicas de Saúde (UBS) da cidade seguem sem alterações, mas as unidades da zona rural funcionam com alguns serviços comprometidos (verificar quais na recepção do posto); A Unidade Mista Joana Amélia Cavalcanti (Hospital de João Alfredo) e o Núcleo da Clínica de Fisioterapia atendem normalmente a população; Já o transporte de pacientes fora domicílio (TFD) funciona até a terça-feira (29).

Na Secretaria de Educação, Cultura e Esportes, as escolas (rede municipal) da cidade e a creche seguem com aulas normalmente, enquanto as  escolas da zona rural estão com as aulas suspensas; A sede da SEDUC funciona normalmente para os serviços administrativos. Na Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, todas as visitas domiciliares estão suspensas, contudo, os demais serviços oferecidos pela Secretaria funcionam normalmente. A prefeitura também comunicou que na Secretaria de Obras, a coleta de lixo passará uma vez ao dia, seguindo a rota diária. “Sendo assim, pedimos a colaboração da população para evitar colocar lixos e metralhas após a passagem do caminhão naquele dia”, diz a nota.

Na Secretaria de Agricultura, todas as máquinas estão sem funcionar, suspendendo assim, as ações nas estradas rurais; Os demais serviços administrativos seguem normalmente. A sede da Prefeitura de João Alfredo segue funcionando normalmente, com a Secretaria de Administração disponível para a necessidade de algum chamado avaliado como prioritário. A partir da normalização do abastecimento dos postos, todos os serviços da administração pública municipal serão retomados em sua totalidade.