Prefeito de Limoeiro utiliza rede social para mobilizar aprovação de projeto


O prefeito de Limoeiro, João Luís (PSB), utilizou a página dele no Facebook para mobilizar a população em torno do Projeto de Lei 001/2018, que pede o parcelamento do débito do Fundo de Previdência dos Servidores de Limoeiro (LIMOPREV). Na postagem, o socialista diz: “Para o desenvolvimento de Limoeiro continuar: vereador, vote sim”. Abaixo da postagem, vários seguidores já comentam pedindo o voto favorável e compartilhando. O projeto será votado na tarde desta sexta (2) pelos 15 vereadores. Por ser matéria de dois terços, a aprovação precisa de 10 votos. Atualmente, o prefeito conta com nove parlamentares na base de situação e 6 integram a oposição. O Ministério da Previdência Social estabeleceu 5 de março como data limite para que os municípios parcelem os débitos previdenciários.

Durante entrevista concedida à Rádio Jornal Limoeiro, o gestor municipal disse que não aprovando o parcelamento a cidade “pode parar”. Ele afirmou que o transporte universitário será suspenso, vão faltar medicamentos, as obras com recursos federais vão parar e até o São João pode ser reduzido. O vereador oposicionista Marcos Sérgio (PSD) rebateu e classificou de “mentirosas” as declarações do prefeito. O parlamentar afirmou que a maioria dos serviços ditos por João são oriundos de repasses independentes da situação administrativa do município.  O discurso da bancada de oposição tem sido de: primeiro a CPI e depois o parcelamento. (Imagem | Reprodução Internet)