Justiça suspende aplicação das provas do concurso da prefeitura de Orobó


Diante de uma ação civil pública representada no Ministério Público de Pernambuco (MPPE), o juiz da Vara Única da Comarca do Município de Orobó, Hailton Gonçalves da Silva, determinou a suspensão do concurso público da prefeitura de Orobó, no Agreste Setentrional. No despacho assinado nesta quinta-feira (9), o juiz também suspendeu a aplicação das provas que estava agendada para o próximo domingo, dia 12 de fevereiro, em vários prédios públicos da cidade. A decisão de conceder a antecipação de tutela atendeu a solicitação promotoria pública do município. 

Com a determinação, a justiça vai analisar denúncias de formatação insuficiente do quadro dos cargos oferecidos pelo concurso e exposto no edital. No primeiro semestre de 2016, a Associação Orobó em Ação (AOA) protocolou no Ministério um documento requerendo a análise do edital do concurso (clique e confira a matéria). Segundo a entidade, a quantidade de 112 vagas em diversos cargos disponíveis para o certame é bem menor do que a necessidade do município. O juiz ainda não determinou uma nova data para realização das provas. A multa pelo não cumprimento da determinação é de R$ 200 mil.