Prefeito de Limoeiro nomeia secretários e suspende cheques emitidos pela gestão anterior


No final da tarde desta segunda-feira (2), o prefeito de Limoeiro, João Luís (Joãozinho – PSB), assinou as portarias de nomeações dos novos secretários municipais que iniciam a gestão, além dos integrantes da procuradoria jurídica. Na solenidade, o prefeito ainda nomeou o advogado Luiz Carlos Barros para presidir a Autarquia de Ensino Superior de Limoeiro. O prefeito falou mais uma vez das dificuldades financeiras e chegou a alertar a possibilidade de a tradicional Festa de São Sebastião não acontecer em sua programação profana. No primeiro dia da nova equipe, o socialista também assinou o primeiro decreto da nova gestão.

Segundo o consultor jurídico Dimitri Bezerra, as ações visam a reorganização administrativa do poder municipal. As medidas adotadas inicialmente focam três eixos. “Trabalhamos o departamento de departamento de pessoal, estabelecendo a exoneração de todos os ocupantes de cargos comissionados da gestão anterior, e o segundo eixo tivemos o cuidado de estabelecer o recadastramento de todos os servidores municipais efetivos e para tanto, estamos chamando os servidores para que se apresentem na secretaria de Administração no prazo de setenta e duas horas, pois observamos durante a transição que existem muitos funcionários em desvio de função”, disse Bezerra.

No decreto ainda consta a suspensão do pagamento de cheques emitidos no final da gestão anterior. “A terceira providência foi suspender todos os pagamentos via cheque que foram emitidos no dia trinta de dezembro do ano passado, até que a gente consiga efetivamente atestar a devida entrega do produto que foi pago de última hora ou do serviço que foi pago. Não estamos estabelecendo um calote, mas queremos ter a certeza de que tudo que está sendo pago foi efetivamente entregue ao município”, concluiu o consultor jurídico.