Aprovados: Plano e Fundo Municipais de Cultura de Limoeiro


Por unanimidade, a Câmara Municipal de Limoeiro aprovou na sessão ordinária da última terça-feira (20) o Plano Municipal de Cultura. O documento foi construído pela primeira vez na cidade e contou com a participação de representantes dos variados segmentos, entre eles, música, teatro, literatura e raízes africanas. O plano é uma ferramenta cultural com ações e propostas programadas para os próximos dez anos e deverá ser seguido pelas futuras gestões municipais, podendo, mediante necessidade, passar por adequações e inserções que não constam nele. No mesmo ato também foi aprovado o fundo municipal de cultura.

Profissionais da área em parceria com município terão essa ferramenta para buscar recursos nas esferas estadual e federal, além de patrocínios da iniciativa privada. A distribuição do valor deverá acontecer mediante edital. O escritor Valdenes Guilherme vê o plano como uma conquista da classe. “Uma grande conquista! Limoeiro saiu na frente aqui na região e todo movimento cultural vai ter mais apoio. Aguardamos mais atenção dos próximos governos, pois Limoeiro tem uma potencialidade muita grande. Aquele negócio de artista ganhar alguma coisa porque é aliado do prefeito acabou, pois o plano tem um olhar igual para todos”, disse Guilherme. O documento seguirá nesta semana para ser sancionado pelo prefeito Thiago Cavalcanti com vigência a partir de janeiro de 2017. (Imagem | Blog Folha de Limoeiro)