Professora Eronita Cavalcanti morre vítima de parada cardiorrespiratória


A professora Eronita Cavalcanti, 76 anos, faleceu na noite desta quarta-feira (9) vítima de uma série de quatro paradas cardiorrespiratória durante atendimento na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de São Lourenço da Mata. O filho dela, Anderson Cavalcanti, contou que a vítima estava debilitada e o quadro teria se agravado nos últimos dias. Eronita enfrentava problemas de Alzheimer desde que deixou a educação. “Ela foi aposentada compulsoriamente aos setenta anos e entrou em depressão ao parar de trabalhar. Veio morar comigo em São Lourenço da Mata e estava acamada”, revelou Anderson. O corpo da professora foi encaminhado ao Instituto de Medicina Legal (IML), no Recife. De acordo com o filho, o velório será no Clube dos Motoristas, localizado na Rua Vigário Joaquim Pinto, no Centro de Limoeiro. O sepultamento será às 17h, no Cemitério São João Batista. Durante várias décadas, a aposentada militou na rede estadual em Limoeiro. Ela também ocupou o cargo de diretora da Escola Estadual Padre Nicolau Pimentel (Estadual de Limoeiro). (Imagem | Arquivo Família)