Movimento protesta contra aumento salarial de prefeito e vereadores de Passira


Um movimento popular intitulado Passira em Ação, organizado pelos universitários Atailton Carlos e Kaiky David, insatisfeitos com um aumento que foi dado aos cargos de vereadores, prefeito, vice-prefeito e secretários do município de Passira, está mobilizando os moradores para realizar um protesto nesta quinta-feira (20), a partir das 19h, no plenário da Câmara Municipal de Passira, durante a sessão ordinária do legislativo. O objetivo do movimento é exigir que os atuais 11 parlamentares revoguem o aumento concedido antes da eleição. O grupo alega que os novos salários foram aprovados por unamidade com a presença de todos os vereadores, sem alarde e sem transparência. Os coordenadores do movimento revelaram que os salários entram em vigor a partir de janeiro. Os secretários que recebiam R$ 4 mil vão receber R$ 6 mil. Já os vereadores que atualmente ganham R$ 6 mil passarão para R$ 8 mil. O salário do vice-prefeito vai de R$ 12 mil para R$ 15 mil, enquanto o prefeito terá R$ 5 mil de aumento, passando de R$ 15 mil para R$ 20 mil, o que representa um aumento de 33%.