Motoristas param e Estado promete agilizar pagamento do Transporte Escolar


Com dois meses de pagamentos em atraso, uma parte dos motoristas que transporta os alunos da Rede Estadual de Ensino, no município de Limoeiro, cruzou os braços. Eles afirmam que só voltam a transportar os estudantes quando o débito for quitado. Em contato com a gestora da Gerência Regional de Educação Vale do Capibaribe (GRE), Edjane Ribeiro, o atraso foi confirmado. “Houve realmente o atraso no pagamento, mas sempre contamos com a compreensão dos motoristas para que não parem. Já passamos a situação de paralisação de alguns motoristas para secretaria (estadual de Educação) e o pagamento está sendo agilizado, sendo assim esperamos que tudo seja normalizado amanhã (sexta-feira)”, disse a gestora.

Na manhã desta sexta (12), o ex-vereador João Luís (Joãozinho) postou em sua página no Facebook que a situação estaria sendo sanada, depois de conversa com o secretário estadual Milton Coelho. A nossa reportagem entrou em contato com ele para saber se o pagamento seria para os motoristas e vigilantes do Hospital Regional de Limoeiro, que estão há dois meses atrasados. “O transporte escolar é um programa localizado. Os vigilantes é um problema de várias cidades, inclusive Recife. Sendo assim foi resolvido o pagamento de um mês do transporte, que será realizado até segunda-feira e o segundo mês será pago nas próximas semanas. O dos vigilantes fizemos a mesma solicitação, mas não temos respostas ainda”, respondeu João. (Imagem | Divulgação Internet)