Mano de Baé transforma barro em arte e ganha destaque na Fenearte


O barro transformado em arte. Esse é o trabalho de Evilasio Leão Machados, o popular Mano de Baé. As peças construídas no ateliê no município de Tracunhaém, Mata Norte do Estado, ganham formas e emoção para ilustrar a Feira Nacional dos Negócios do Artesanato (Fenearte), no Centro de Convenções, em Olinda. Pelo segundo ano consecutivo, as peças do jovem artesão estão expostas no estando de Programa do Artesanato Brasileiro (PAB), localizado na Rua 9.

De acordo com a assessoria do artesão, o talento foi herdado do seu genitor, Manoel Machado, o Mestre Baé. “Mano de Baé reproduz peças que seu pai fazia, no entanto imprime nestas a sua marca, com seus traços quadriculados, relembrando a arte cubista. Para esta feira, trouxe as tradicionais peças que seu pai fazia, estas retratando casais abraçados passeando, dançando, se beijando. Também trouxe obras interessantes como suas sereias, caboclos entre outros personagens da cultura popular”.

Além do artesanato, Evilasio é um dos grandes nomes da nova geração da cultura popular. Dentre os eventos por ele realizados, destaque para Sambada de Baé. De acordo com matéria publicada no Jornal A Voz do Planalto, “atualmente, a Sambada de Baé é um colorido mosaico onde se agrega o coco, a ciranda, as brincadeiras de boi, recital de poesias e hip hop, tudo ‘junto e misturado’ como prega a gíria do momento. As sambadas que varam as madrugadas abrindo cada mês, ressuscitou a ação de mestres da cultura popular que se encontravam parados e fora de atuação”. (Imagens | Assessoria)