Diversidade marca a presença do artesanato de Limoeiro na FENEARTE


Representado pela Associação dos Artesãos do Vale do Capibaribe (AAVCAP), o município de Limoeiro, no Agreste Setentrional, por mais um ano está presente na Feira Nacional dos Negócios do Artesanato (FENEARTE). Os produtos da cidade estão na Rua 12, Box 183.  São aproximadamente 30 artesãos representados pela entidade e mais de 1500 peças. O artesão Jorge Raimundo faz parte desse grupo. Ele produz o brinquedo Mané Gostoso, um dos principais símbolos da feira, e afirma que apesar do pequeno espaço, a parceria existe e o clima é de otimismo. “A expectativa do pessoal sempre é de muito otimismo. Obviamente, esse ano muitos artesão não puderam mandar tudo, porque foi um estande para cada prefeitura. Salomé Barros juntamente com Patrícia adquiriu um (estande) por fora e levaram alguns artesãos para participar, inclusive me convidou, aí ficou melhor porque dividiu”, disse Jorge.

O artesão também destacou que os turistas e visitantes estão encontrando muita variedade no espaço da cidade Princesa do Capibaribe. “Lá tem uma variedade muito grande, porque tem toalhas, muita gente trabalha com pano, tem brinquedos educativos, eu mesmo mandei alguns, almofada, as cerâmicas de Emanuel Sacramento estão lá. Nessa associação os artesãos são variados”, pontuou. E quem quiser adquirir o Mané Gostoso de Jorge do Artesanato pagará R$ 10 – o mesmo valor cobrado na oficina dele, que fica na Avenida Capibaribe. “Eu mantenho preço. O meu é todo manualmente mesmo, faço porque de ver o trabalho bem feito. Não me importo se o menino vai passar meia hora ou cinco minutos e quebra-lo, eu sei que ele tem que sair bacaninha”, revelou. A FENEARTE segue até o próximo domingo (17), no Centro de Convenções, em Olinda. Os ingressos custam R$ 10 e R$ 5 (meia), de segunda a quinta; e R$ 12 e R$ 6 (meia) nas sextas, sábados e domingo. (Imagem | Divulgação)