Quadra do Centro Social Urbano vive cenário de abandono e vandalismo


Inaugurada a pouco mais de um ano e três meses, a quadra poliesportiva construída na área do Centro Social Urbano (CSU), em Limoeiro, vive um cenário de abandono. O que era para ser um espaço dos estudantes se tornou em um ambiente de vandalismo. Banheiros quebrados, grade de proteção enferrujada, paredes sujas e falta de segurança são aspectos que distanciam a comunidade escolar da quadra. Segundo o pai de aluno, Beto Ramos, a festa das mães que seria realizada na quadra foi cancelada por conta do vandalismo. 

A nossa reportagem recebeu a denúncia, esteve no local e confirmou que o ambiente também tem sido utilizado para o consumo de drogas. Uma funcionária da escola (que pediu reserva na identificação) revelou que a quadra não tem vigilante. Ela contou ainda que meses atrás dois alunos foram roubados antes do início da aula. A nossa reportagem registrou ainda que o acesso é livre para qualquer pessoa. Não existe um controle de quem entra na quadra. O muro está quebrado e não existe portão, o matagal cresceu e tira a visibilidade.