Polícia prende agricultor acusado de caça predatória em Cumaru


Na manhã desta segunda (10), após denúncia, a Polícia Militar (PM) deteve o agricultor José Ronaldo da Silva, 44 anos, no Sítio Poços, em Cumaru, acusado de caça predatória. Segundo a PM, ele foi encontrado em um bar da comunidade com 5 kg quilos de ribaçãs abatidas dentro de um freezer e uma espingarda de pressão, que foi entregue espontaneamente. A ave também é conhecida como pomba de bando, e a sua caça no Brasil é considerada crime ambiental. O policiamento esteve na comunidade à procura de um homem identificado por José Cláudio da Silva, que seria o caçador, mas que não foi localizado. 

Ainda na casa do suspeito, os policiais encontraram mais 78 carteiras de cigarros e 9 kg de ribaçãs abatidas. Ronaldo alegou que teria comprado para revender. Ele foi conduzido com as apreensões à delegacia de Cumaru, onde foi instaurado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) pela infração de caça e um Auto de Prisão em Flagrante Delito (APFD) em decorrência das substâncias nocivas à saúde. De acordo com a PM, após pagamento de fiança arbitrada em um salário mínimo, o acusado foi liberado para responder o processo em liberdade.