Joãozinho anuncia projeto de pré-candidatura e gera mais um nome para a oposição


O ex-vereador limoeirense João Luís (Joãozinho – PSB) aproveitou o domingo (9), Dia dos Pais, para externar de vez seu projeto político que visa disputar a prefeitura de Limoeiro. Meses antes, o socialista vinha bem contido nas palavras quando o assunto era eleições municipais. Mas na mensagem postada no Facebook em homenagem ao dia, ilustrada com a foto dele e do pai, Joãozinho foi objetivo ao anunciar que vai colocar o nome como pré-candidato: “E seguindo o exemplo de coragem, determinação e amor à Limoeiro, anuncio que no próximo ano iremos colocar nosso nome como pré-candidato a prefeito de nossa querida cidade de Limoeiro”. Ele fechou a mensagem com uma frase que sempre vem postando nas redes sociais: “A esperança vence o medo”.

Com a decisão, o presidente do PSB Limoeiro é o segundo político a anunciar pré-candidatura. Antes, o vereador Zé Nilton (Solidariedade), durante debate na Rádio Jornal Limoeiro, confirmou que o plano é disputar o cargo executivo. Na ocasião, o parlamentar lamentou a falta de entrosamento dos grupos que fazem oposição na cidade, chegando a afirmar que estava demorando muito uma reunião deles com a representação do Governo do Estado. Nas últimas eleições, os opositores mesmo em palanques separados, apoiaram a candidatura de Paulo Câmara (PSB). A declaração de Zé Nilton deixou no ar a possibilidade de mais de uma via opositora, o que para Joãozinho não é viável. Durante entrevista na Rádio Jornal Limoeiro, ele disse que “dividir a oposição é atestado de burrice”. 

Em contato com a nossa reportagem, um político da cidade que pediu reserva na identificação, disse que o maior adversário da oposição, hoje, é o próprio grupo. "Na oposição de Limoeiro não existe palavra união. Todos querem ser candidatos e ninguém abre mão. Eu vi essa novela em 2012", declarou, ao relembrar as últimas eleições municipais quando a oposição registrou duas candidaturas: Joãozinho (PSB) e Dr. Barbosa (PSC). Em 2012, muitas definições, a exemplo do vice na chapa de Joãozinho, foram decididas com a campanha em andamento. Outro fato curioso é que políticos que participaram da convenção de Dr. Barbosa, depois estavam na campanha do socialista. (Imagem | Internet | Divulgação)