Maqueiros e vigilantes do Hospital de Limoeiro estão com salários atrasados


Os maqueiros que prestam serviço ao Hospital Regional de Limoeiro não estão mais sozinhos no sofrimento pela falta de pagamento. Contratados pela empresa Matrix, os maqueiros estão há sete meses sem salários. O “paliativo” encontrado pela direção da unidade hospitalar foi efetuar alguns pagamentos através de empenho. Dessa vez, os vigilantes, contratados pela Rima Segurança, entraram na lista dos “sem salários”. Segundo relatos de vigilantes, a remuneração do mês de junho, que deveria ter sido paga desde o quinto dia útil do mês passado, ainda não caiu na conta dos trabalhadores. Outro agravante é que o vale refeição no valor de R$ 240 está atrasado há dois meses. A Matrix perdeu o direito da prestação de serviço e a negociação entre empresa e secretaria estadual de Saúde continua sem um desfecho satisfatório. Já a direção da Rima, segundo os vigilantes, diz que aguarda o repasse dos recursos do governo estadual para cumprir com as obrigações. (Imagem | Divulgação)