Compesa suspende abastecimento e famílias da Serra entram na fila por lata d'água


Os moradores da Escadaria do Redentor e da Rua Frei Estevão, em Limoeiro, ficaram sem abastecimento regular pelo Sistema da Compesa. A fornecedora decidiu abastecer, apenas, com caixas comunitárias. Em nota, a Compesa afirmou que a decisão foi tomada em virtude de colapso na Barragem de Palmeirinha (Pedra Fina), em Bom Jardim, reservatório que abastece parte do município. Com a situação, os moradores voltaram aos velhos tempos da "lata d'água na cabeça". Triste realidade! A revolta maior é que estouramentos e desperdícios não param em vários pontos da cidade. Um cano jorra água dia e noite a vários anos ao lado do reservatório. 

Com a estiagem, a situação ficou caótica. Enquanto isso, outros bairros, em especial, aqueles mais "nobres", continuam com o abastecimento regular. Até aqui não existe um calendário que faça uma distribuição justa. A decisão da Compesa tem gerado revolta em muitos limoeirenses. “Se quem mora na Cidade Alta se diz ser nobre, aqui no Alto de São Sebastião deveríamos ser nobres também, e tudo nos "altos". Mas a realidade e que há 15 dias nosso bairro está sem água, só chega até as imediações do Ponto Certo. A água não tem força para chegar à pracinha do Alto e muito menos perto da Escola Austro Costa”, criticou a leitora Gabi Andrade. (Imagem | Facebook)