Marina coloca quinta marcha, foge do assunto jatinho e frustra bombardeio do JN


A candidata Marina Silva (PSB) colocou a quinta marcha, não parou de falar e frustrou o "bombardeio" dos apresentadores do Jornal Nacional (JN) durante entrevista na noite desta quarta (27). No início, quando perguntada sobre a polêmica envolvendo o jatinho da campanha socialista, ela fez o feijão com arroz: disse que o pagamento do aluguel seria feito pelo comitê financeiro da campanha e que não sabia de irregularidades, deixando a verdade a ser esclarecida pela Polícia Federal.

Desmentiu que seria totalmente intransigente, falou que sua votação no Acre (berço eleitoral) nas eleições de 2010 foi correspondente a estrutura de sua campanha e ao tempo reduzido no guia e que o seu vice (Beto Albuquerque - PSB) tem divergências em alguns pontos da política. Quando os jornalistas tentaram interromper, Marina não parou, abriu um leve sorriso e gastou os poucos minutos dados pelo programa. Ao final, ainda disse que Patrícia Poeta era desinformada e que William Bonner só analisava os fatos por um lado da moeda. (Imagem | Reprodução Internet)