Irmã de Luís do Matadouro emite nota sobre cargos comissionados na PML

Após matéria publicada no Blog do Agreste sobre o posicionamento dos vereadores que deixaram a base aliada ao ex-prefeito de Limoeiro, Ricardo Teobaldo (PTB), a irmã do vereador Luís do Matadouro (PROS), um dos parlamentares que seguiu para a oposição, e que durante entrevista concedida na Cultural FM disse esperar não haver retaliação em relação aos familiares com cargos comissionados, Maria Bezerra de Melo, servidora da Educação municipal, enviou uma nota via rede social à nossa reportagem. Confira, na íntegra, o texto da servidora.

“É bom esclarecer a população quanto aos parentes de Luís do Matadouro que são funcionários da prefeitura: todas as irmãs de Luís do Matadouro prestam serviços ao município há mais de 20 anos. As duas que atuam como gestora de escola estão no cargo por capacidade. Uma delas desde 2008, desde que a escola foi fundada. A outra a partir da gestão do ex-prefeito Ricardo em 2009. Todas tem serviços prestados a educação de Limoeiro.

A ex-gestora da escola extinta de Paquivira já está aposentada. Sempre foi a professora responsável pela escola desde sua fundação há mais de 20 anos. (Quem conhece o Sítio Paquivira sabe do seu empenho e competência como professora).

A mais jovem irmã de Luis também entrou por concurso público há mais de 22 anos e por ser competente está na função de coordenadora pedagógica. Quanto à filha de Luís (coordenadora já demitida do SAMU), também é funcionária do município concursada. Passou a exercer a função de confiança do secretário de Saúde por desenvolver as funções na área com muita competência e responsabilidade. Eis o motivo de ter ficado a frente do SAMU desde a chegada do mesmo à Limoeiro.

E o vereador Luís do Matadouro está na função eleito pelo povo por amizade e serviços prestados a população carente, principalmente das comunidades rurais em que atua. Mas por Ele ser um simples filho de agricultor do Sítio Pitombeira incomoda a muita gente, de mente pequena, que mede a capacidade das pessoas pelo nome da família e pelo tanto de dinheiro que possui.

O povo de Limoeiro consciente compreende bem as minhas palavras. E sabe que "politicagem" tem destas coisas. Porque política mesmo, não se faz assim: com pressão e ameaças. Vai à pergunta: Qual o político que nunca mudou de partido ou deixou de apoiar certas lideranças por não está de acordo com suas ideias? Um abraço a todos.”