Limoeiro deixa de ser polo junino e prefeito diz que foi motivação política

O prefeito de Limoeiro, Thiago Cavalcanti, revelou na Cultural FM que o São João de Limoeiro não é mais polo junino do Estado. Na visão do prefeito, o corte do município foi uma questão meramente política. Thiago vai apoiar Armando Monteiro (PTB) nas eleições deste ano, principal adversário do candidato apoiado pelo Governo do Estado. Com isso, as festividades juninas não receberão recursos da Empetur. Segundo Thiago, as despesas serão bancadas por emendas de deputados federais direcionadas ao setor do Turismo. 

Outra novidade é relativa à proibição do transporte coletivo anunciado pela prefeitura para o período junino, saindo do terminal rodoviário para o parque de exposição. Segundo Thiago, a prefeitura recebeu um ofício da Promotoria recomendando a retirada dos ônibus. Para o gestor municipal, a denúncia foi pautada por questões políticas. “Essas pessoas que fazem política 24 horas por dia estão trilhando o insucesso”, disse Thiago, ao adiantar que o departamento Jurídico da prefeitura de Limoeiro vai entrar com a defesa hoje (20), para tentar reverter à recomendação.