V GERES mobiliza região para Campanha de Vacinação contra a Influenza


Teve início no último dia 22, a Décima Sexta Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, que segue até o dia 09 de maio. A Coordenação Regional do Programa Nacional de Imunizações da V GERES - Gerência Regional de Saúde, coordenado pela enfermeira Emília Santiago Silvério, esteve reunindo os profissionais da regional, em reunião preparatória, na AESGA, onde passou as informações sobre a campanha.

O objetivo da ação é reduzir a mortalidade, as complicações e as internações decorrentes das infecções pelo vírus da influenza, na população alvo. Este vírus pode causar uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório e a transmissão ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir, espirrar ou pelas mãos, que após contato com superfícies recém contaminadas por secreções respiratórias que podem levar o agente infeccioso direto a boca, aos olhos e ao nariz. Tem uma tendência a se disseminar facilmente em epidemias sazonais e por isso, são realizadas as campanhas anualmente.

Conforme o Ministério da Saúde a vacina está disponível nos postos de saúde para os seguintes grupos prioritários: indivíduos com 60 anos ou mais de idade; os trabalhadores de saúde; os povos indígenas, as crianças na faixa etária de 6 meses a menores de 5 anos de idade (4 anos, 11 meses e 29 dias); as gestantes ( qualquer idade gestacional); as puérperas (até 45 dias após o parto); os grupos portadores de doenças crônicas ou outras condições clínicas especiais que são cadastrados e atendidas regularmente nas Unidades Básicas; a população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.

Essa vacina previne infecções pelo vírus e suas complicações, como internações e hospitalizações nesse grupo prioritário que é considerado mais vulnerável. A gestora da V GERES, Ricarda Samara, pede o apoio da imprensa regional: "É importante que haja ampla e prévia divulgação em todos os meios de comunicação como jornais, rádios, blogs, televisão para informar e mobilizar a população sobre a vacina e aumentar a adesão".