Festa do Cavalo de Gravatá vai ampliar negócios no campo


Gravatá vai sediar de 23 a 31 de maio a 8ª edição da Festa do Cavalo, uma realização da Federação da Agricultura do Estado de Pernambuco (FAEPE) com o apoio do SEBRAE Pernambuco e Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR-PE). O evento acontece no Haras Dr. Luiz Ignácio e contará com leilões, provas hípicas, competições, palestras, cursos de formação, estandes comerciais, programação para a garotada e, pela primeira vez, sediará a etapa final do Campeonato Nordeste do Cavalo Mangalarga Marchador.
O evento, considerado o maior da região no segmento equestre, nasceu de uma pesquisa realizada há quase uma década pelo SEBRAE Pernambuco, que destacou a cadeia produtiva da criação de cavalos, principalmente no que tange o turismo rural equestre, como uma das vocações econômicas do município. A partir daí foi criada a Associação de Criadores de Cavalos Mangalarga Marchador de Gravatá (ACM), foram abertas e sinalizadas trilhas para cavalgadas com material gráfico próprio e instituída a Festa do Cavalo.
O turismo equestre e a Festa do Cavalo de Gravatá vêm contribuindo cada vez mais com o fortalecimento da cadeia produtiva do turismo rural e movimentando a economia local. Essa nova realidade incentivou proprietários locais a diversas opções de negócios para o esporte e lazer. Hoje, o município de Gravatá possui a maior concentração de haras e pensões para cavalos do País.
“O propósito da Festa do Cavalo de Gravatá é ampliar a oferta de produtos turísticos na região, contribuir para o desenvolvimento das atividades equestres de alta qualidade, respeitando a vocação econômica do agreste pernambucano e fomentar a comercialização de produtos derivados da atividade agrícola”, explica Pio Guerra, presidente da FAEPE, organizador do evento.