Motorista tenta livrar buracos, perde controle e invade quintal em Lagoa Comprida


Na manhã desta quinta-feira (25), por volta das 8h, um veículo modelo Fiat Uno, placas NQA 7607, caiu em uma ribanceira na PE-89, nas imediações da comunidade de Lagoa Comprida, Zona Rural de Bom Jardim. O fato curioso é que o automóvel foi parar no quintal de uma residência sem nenhum dano material para o imóvel.

Segundo informações repassadas ao Blog do Agreste pelo universitário e radialista Karlynhus Oliveira, residente ao lado da casa invadida pelo carro, o motorista foi identificado por Zaqueu, residente no Distrito de Siriji, município de São Vicente Férrer. O motorista, que saiu ileso do acidente, viajava com destino à Limoeiro, onde trabalha como cabeleireiro. 

Ainda de acordo com Karlynhus, a vítima contou aos populares que estiveram no local do acidente, que tentou desviar da grande quantidade de buracos existentes na rodovia, perdeu o controle da direção e tombou com o veículo. “Estava dormindo na hora do acidente e me acordei com o barulho e o povo gritando”, contou o universitário. “Felizmente ninguém ficou ferido. Um cachorro que estava no quintal por pouco não foi esmagado”, completou.

O número de acidentes tem aumentado consideravelmente por conta do precário estado de conservação da rodovia. Uma manifestação estava marcada para o início do mês de julho, mas foi cancelada devido à instalação de placas indicando o início das obras de recuperação. Naquele momento, os manifestantes optaram por dar um voto de confiança ao Departamento de Estradas e Rodagem (DER).

Mas segundo os moradores das comunidades cortadas pela PE-89, a paciência acabou. “Vamos nos reunir e fazer um protesto, inclusive fechando a rodovia. Por pouco não seria da minha casa”, desabafou Oliveira. O radialista contou que foi solicitado na Câmara de Vereadores de Bom Jardim barras de contenção, para prevenir acidentes como este. Segundo ele, as barras deverão ser instaladas durante as obras de recuperação da pista.

Com as imagens postadas nas redes sociais, internautas criticaram o descaso com a população. “O povo ainda confunde a atribuição do uso do IPVA, a lei de criação do mesmo, não define o uso do recurso vindo da arrecadação do mesmo, o governador, prefeito, recebem o dinheiro e tem o livre uso dele para o que julgarem mais "importante" para a população. Pode ser investido em saúde, educação, estradas e melhorias diversas... Se bem que provavelmente tem investido em casas, chácaras, helicópteros... menos onde deveria realmente ser aplicado... triste!”, postou Leandro Souto Maior.




 Imagens | Karlynhus Oliveira