Abandono do Varonil e silêncio do prefeito geram insatisfação em Bom Jardim


O silêncio do prefeito de Bom Jardim, Jonatas Miguel (PP), em relação a problemas no município está chateando cada dia mais os munícipes. Na Câmara de Vereadores os embates são mais pessoais do que em prol da cidade. Encontrar o gestor atendendo na prefeitura é missão difícil. Mais complicado ainda é ele atender ao telefone. E obter informações precisas dele na recepção do Executivo é tarefa nada otimista.

Recentemente, o abandono do tradicional prédio do Varonil foi o estopim da bomba. Em seu blog, o professor e bonjardinense Edgar Santos desabafou em algumas linhas. O educador exige uma resposta do prefeito em relação às obras de recuperação do histórico prédio. Em uma placa erguida ao lado mostra que os recursos destinados se aproximam de R$ 500 mil. Mas até o momento apenas o mato cobre o que ainda resta do Varonil.

“Será que o prédio vai desabar? Pra onde foi quatrocentos e setenta e um mil reais? Quem vendeu o Varonil? Pra onde foi o dinheiro? É essa a política boa de Bom Jardim, que o povo quer de volta? É essa política que Miguel vai manter até o final do seu governo?” pergunta Edgar em uma postagem publicada no seu blog (www.professoredgar.com). 

No mesmo post, o professor continua mostrando sua insatisfação. “Qual será a atitude da Câmara diante desse caso? E o Tribunal de Contas? Acorda, Miguel! Muda Miguel, assume Miguel, atende o telefone Miguel, trabalha Miguel, seja um político estadista, não siga a miséria do populismo barato, clientelista, covarde de pensar só na próxima eleição. Pense na próxima geração”, finalizou.