Decisão judicial cancela São João da Rua da Grama


A festa junina da Rua da Grama, no Bairro da Linha, em Limoeiro, não acontecerá mais. Dois dias após iniciar a montagem da estrutura para o evento, o comerciante Ricardo da Barraca Azul, idealizador da festa, recebeu na tarde desta quinta-feira (06), a visita de um oficial da Polícia Militar (PM), que o informou sobre a solicitação de cancelamento por parte de um morador da comunidade ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE).

Igualmente, a prefeitura de Limoeiro foi impedida judicialmente, após solicitação de um munícipe, de realizar o São João deste ano na Praça da Bandeira. Por esse motivo, a administração optou por levar as comemorações juninas para o parque de exposições. Na Rua da Grama, as primeiras madeiras colocadas para erguer o palhoção foram retiradas de imediato pelos organizadores.

Bastante abatido, Ricardo recebeu a reportagem do Blog do Agreste e confirmou o cancelamento da festa. Segundo ele, após o aviso do policial, a sua indignação foi instantânea – e por isso resolveu desmontar a estrutura de imediato. Ricardo disse que não chegou a ser notificado judicialmente, mas preferiu não esperar. “Fazemos a festa há onze anos e nunca tivemos problemas com ninguém. Estou muito triste”, desabafou o comerciante.

Moradores da comunidade, solidários ao idealizador, estão coletando assinaturas no bairro para apresentar um abaixo assinado ao MPPE. Ricardo também revelou ao blog que mesmo com uma possível mudança de decisão judicial, não tem mais interesse de realizar o arraial. “Estou desmotivado. Sei que vou receber a notificação”, resumiu o dono da Barraca Azul.