Produtor cultural dá 11 viagens na prefeitura de Machados e desabafa contra a falta de atenção do prefeito


Facebook
Recado individual que nada! No município de Machados, as conversas e debates acontecem nas redes sociais, instrumento digital que está virando mania na Terra da Banana. O caso mais recente foi a cobrança de apoio da prefeitura feita por um machadense identificado no Facebook como Damião Tenório. O jovem havia apresentado um projeto cultural solicitando apoio da prefeitura de Machados para o resgate da tradicional quadrilha Danç’art. 

Em sua página pessoal, Damião Tenório desabafou e afirmou que apresentou o projeto no dia 12 de abril na sede da prefeitura em busca de uma resposta – a qual não obteve. “Na gestão anterior da prefeitura municipal de Machados com Cido Plácido nunca fomos barrados em patrocínio, seja em festejo junino ou qualquer movimento cultural. Já não posso dizer o mesmo esse ano, fomos onze vezes e sempre a mesma coisa: passe amanhã, venha segunda, hoje ‘tá’ em reunião, o prefeito deu uma saidinha, Ele ‘tá’ doente, foi à uma reunião buscar projeto para cidade, e assim sucessivamente”, postou Damião.

As reclamações em tom de protesto continuaram na rede social. “Da antepenúltima vez que fomos lá, ele (prefeito) não tinha visto o projeto ainda, isso é uma vergonha, o prefeito não ter coragem nem de ‘folhear’ o nosso projeto para saber do que se trata. Com Cido íamos uma só vez e ele nos atendia, falava assim, venha depois de amanhã, mas já era para pegar o patrocínio”, relembrou Tenório. “Para os demais que pensaram no nosso fracasso, se enganaram, temos um grande patrocínio”, afirmou o machadense.

Após a reclamação no Facebook, a servidora Elisandra Cunha, postou uma resposta em nome da assessoria de Comunicação de Machados. Mesmo com 11 viagens sem resposta, Elisandra disse que o prefeito não negou o apoio. “Em momento algum o prefeito negou apoio. Será que o prefeito desde o começo da gestão negou trabalho”, indagou Elisandra. A assessora também deixou transparecer que faltou planejamento dos idealizadores do projeto.

“Não estou aqui para julgar ou deixar de julgar, apenas esclarecer que jovens com sua vontade de inovar deveriam ser mais cautelosos e prudentes, ter mais planejamento, projetos devem ser elaborados e enviados para seus objetivos um mês antes”, escreveu Elisandra. “O prefeito não tem apenas seus projetos. Fui clara hoje que estava apenas aguardando ligação para entrar em contato com sua equipe”, completou a assessora.

Em tréplica, Damião Tenório deixou um comentário na postagem da servidora: “Cansamos de esperar e já corremos atrás de outro patrocínio que nos ajudou. Aquelas folhas que entregamos façam o que quiserem, que eu não vou mais procurar”, encerrou o machadense.