Prefeito de Bom Jardim quebra o silêncio e em relação a João Lira diz: "Estamos politicamente separados"


Durante as comemorações alusivas do Dia do Trabalhador vivenciadas nesta quarta-feira, primeiro de maio, no município de Santa Maria do Cambucá, vários prefeitos do Agreste Setentrional prestigiaram os sindicatos rurais que se reuniram para reivindicar melhorias para o homem do campo, em encontro promovido pela FETAPE, STR, CTB, CUT e CONTAG. Solidários, os gestores municipais acompanharam as caravanas e sinalizaram positivamente para contínuos apoios.

O prefeito de Bom Jardim, Jonatas Miguel (PP), foi o escolhido para discursar representando os prefeitos agrestinos. Miguel seguiu um discurso tradicional ao reafirmar apoio aos trabalhadores rurais – garantindo, especialmente, ações para os agricultores bonjardinenses. Mudando de comportamento e surpreendendo a imprensa, o jovem prefeito resolveu quebrar o silêncio e atender os radialistas.

Em contato com o Jornalismo da Cultural FM, Jonatas Miguel falou de parcerias firmadas para o setor da agricultura. Segundo o gestor, em parceria com a Secretaria Estadual de Agricultura e Reforma Agrária foi autorizada a perfuração de cinco poços artesianos para o município – equivalente a investimentos da ordem de R$ 80 mil. O gestor ainda afirmou que será destinado ao município 700 horas de máquinas para construção de 2 barragens na zona rural.

Sucinto, Miguel também falou sobre o momento político em Bom Jardim. Indagado sobre o seu relacionamento com o ex-prefeito de Bom Jardim, João Lira (PP), ele confirmou que continua amigo do antecessor. “João Lira é meu amigo e fez por merecer os mandatos que administrou Bom Jardim”, resumiu. Porém, Miguel reconheceu caminhos opostos na vida pública. “Estamos politicamente separados”, pontuou.

Imagem Facebook